Por que Paulo Sousa muda o Flamengo a cada jogo neste início de trabalho?
Lance!
Por que Paulo Sousa muda o Flamengo a cada jogo neste início de trabalho?


Surpresas na escalação a cada partida: assim tem sido o início do trabalho de Paulo Sousa no Flamengo . Contra o Audax, nesta quinta, foi a vez de testar Isla na primeira linha de defesa, Matheuzinho e Lázaro como alas e uma dupla de ataque com Gabigol e Pedro. O técnico avaliou as experiências - clique aqui! -, e, em diversas oportunidades, tem reforçado os motivos que o levam a alterar o time jogo a jogo neste início de trabalho: controle dos minutos e aprendizagem.

Paulo Sousa dirigiu o Flamengo contra Boavista, Fluminense e Audax e usou 22 atletas de linha e o goleiro Hugo Souza. Implementando seu sistema de jogo, o técnico está utilizando o início do Carioca como parte da pré-temporada, com cuidado especial aos aspectos físicos dos jogadores. Já em nível competitivo, os testes também servem para ver com quem (e como) poderá contar em 2022.


- Além dos minutos, que pretendemos dar a todos, quero expô-los, de uma maneira positiva, nessa aprendizagem para tomarmos as melhores decisões - explicou Paulo Sousa, em entrevista coletiva após a vitória sobre o Audax .

Uma dos testes foi Isla na primeira linha defensiva. O lateral-direito, que fez sua estreia na temporada pelo Flamengo, já foi utilizado assim na seleção do Chile, e, após a partida, Paulo Sousa admitiu que o camisa 44 encontrou dificuldades. Contudo, o técnico também admitiu que a sua utilização na função também aconteceu por conta dos desfalques de Rodrigo Caio e David Luiz, por exemplo.

Leia Também

Everton Ribeiro como ala esquerda, Filipe Luís como terceiro homem de defesa e Marinho atuando mais na faixa central do ataque foram outras indicações já feitas por Paulo Sousa para a temporada. Contra o Audax, Pedro e Gabigol também iniciaram como titulares, juntos, pela primeira vez com o português.

Até a Supercopa do Brasil, no dia 20 de fevereiro, o treinador seguirá alterando a equipe, administrando os minutos do elenco e fazendo testes de modo a ver quais jogadores poderão ser utilizados em cada funções nas partidas decisivas que virão por aí. Mesmo assim, Paulo Sousa sabe da importância de conquistar o título contra o Atlético-MG, que será realizado na Arena Pantanal, em Cuiabá.

- São seis semanas de pré-temporada para consolidarmos processos. Aqui tivemos três semanas e começou o torneio. Estamos trabalhando os jogadores por um crescimento a nível condicional e de conceito em certas posições. Alguns variando em posições que vejo que podem ser necessários ao longo do ano. No entanto, temos uma final para ganhar e estamos concentrados para tomarmos as melhores decisões, com os melhores jogadores, para vencermos.

Atletas escalados nos três primeiros jogos de Paulo Sousa (minutos em campo):

Goleiros
Hugo Souza (270)

Defensores
​Gustavo Henrique (151), David Luiz (29), Isla (173), Noga (90), Cleiton (122), Léo Pereira (180) e Filipe Luís (148)

Meias/Alas
Matheuzinho (165), Rodinei (100), Everton Ribeiro (105), Thiago Maia (148), Willian Arão (119), Andreas Pereira (150), João Gomes (121), Renê (45), Diego (56), Vitinho (150) e Arrascaeta (141)

Atacantes
Lázaro (173), Marinho (129), Pedro (159) e Gabigol (225)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários