Opção por técnico estangeiro sofre resistência em alguns setores do Corinthians
Fábio Lázaro
Opção por técnico estangeiro sofre resistência em alguns setores do Corinthians


Há quem não esteja convencido no Corinthians que um treinador estrangeiro seja a melhor opção para o clube. De toda forma a diretoria tem trabalhado somente com nomes internacionais até o momento e não se mostra disposta a rever essa questão.

Contudo, alguns profissionais de núcleos voltados ao futebol corintiano possuem certa resistência à chegada de um gringo e entendem que há boas opções no mercado português.

> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros na história do Corinthians
> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão no Paulista

Inclusive, alguns deles teriam conversado com ex-jogadores do Timão que tiveram passagem por Portugal, e, de acordo com os papos, alguns nomes que despontaram como opção no Corinthians não foram referendados por esses atletas.

Ainda assim, os departamentos em questão não possuem ingerência nas tomadas de decisões do novo treinador e também estão abertos a ajudar caso se confirme a chegada de um estrangeiro para o comando da equipe alvinegra.

Até aqui, a diretoria corintiana buscou informações sobre Jorge Jesus, mas ouviu que o treinador português, ex-Flamengo, não está interessado em treinar clube algum antes de maio, e também de Vitor Pereira, outro lusitano, que ainda não é nome descartado, mas que mostrou alguns empacilhos já na abertura das conversas com intermediários do Corinthians.

Nos últimos dias, o nome de Nuno Espírito, mais um natural de Portugal, despontou como uma opção agradável ao 'núcleo duro' do Timão , cúpula responsável pelas tomadas de decisões, que é composta pelo presidente Duílio Monteiro Alves, o diretor de futebol Roberto de Andrade e o gerente Alessandro Nunes.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários