Felipe Bunes critica Jussier Formiga por não bater o peso para luta na LFA e dispara: “vou bater nele com mais vontade ainda”
Lance!
Felipe Bunes critica Jussier Formiga por não bater o peso para luta na LFA e dispara: “vou bater nele com mais vontade ainda”


Um duelo brasileiro será a luta principal do Legacy Fighting Alliance (LFA) 124, que acontece esta noite (11) em Phoenix, no Arizona. Mas por pouco o combate foi cancelado. A luta seria travada no peso mosca, mas o ex-UFC Jussier Formiga, que terá pela frente o atleta da Pitbull Brothers Felipe Bunes, solicitou na noite anterior ao evento que o combate acontecesse em um peso combinado.

"Na noite antes da pesagem eu recebi uma ligação que o Formiga queria fazer um peso combinado. Mas eu tinha acabado de bater o peso. Na verdade eu estava até abaixo do limite do peso mosca, que era a divisão em que íamos lutar. E mesmo depois que chegamos a um peso combinado, ele ficou acima. Mas eu queria muito essa luta”, explicou Felipinho.

A organização então anunciou que a luta passaria a ser no limite de 135 libras (61,230kg), no peso galo. No entanto, quando foram à balança, Felipe pesou 134,6 libras (61kg), enquanto Formiga pesou 139 libras (63kg).

“Quando eu estava no UFC com o Deiveson Figueiredo, falei com o Mick Maynard, o matchmaker do Ultimate, e eu sei que ele vai estar assistindo a essa luta hoje. O Formiga é só mais um adversário como qualquer outro, eu não tenho nada pessoal contra ele. Mas depois dessa situação com o peso, vou bater nele com mais vontade ainda”, disparou Felipinho.

Com 16 lutas em seu cartel, sendo 11 vitórias e cinco derrotas, sendo três controversas, Felipinho terá o maior teste de sua carreira logo em sua estreia no LFA. O lutador potiguar está nos Estados Unidos desde o ano passado, quando foi chamado pelo treinador Eric Albarracin para ajudar a ex-campeã do UFC Zhang Weili e o campeão Deiveson Figueiredo.

"Vim para os Estados Unidos para ser sparring da Weili Zhang e do Deiveson Figueiredo em suas respectivas lutas pelo cinturão. Volto para o Brasil semana que vem após fazer uma luta principal no LFA. Eu sei que da próxima vez que eu voltar aqui, vai ser como lutador do UFC. Essa luta vai ser o meu passaporte", concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários