Com gol no fim, Cascavel vence e complica o Paraná no Estadual
Futebol Latino
Com gol no fim, Cascavel vence e complica o Paraná no Estadual


Na expectativa de ver seu time conquistar uma nova vitória no Campeonato Paranaense, agora sob o comando de Rodrigo Cascca, o torcedor do Paraná acabou se frustrando mais uma vez. Além da campanha abaixo do esperado na competição, o Tricolor voltou a tropeçar, desta vez para o Cascavel, na noite desta quinta-feira, no estádio Olímpico Regional. Ainda no primeiro tempo, Samuel, quase nos acréscimos, abriu a contagem para os donos da casa. Já no segundo tempo, Moisés Gaúcho tratou de igualar tudo no começo, porém não contou com o tento de Mikael Doka, aos 51, que fechou a conta em 2 a 1 para a Serpente.

Com o resultado, os donos da casa chegaram aos 13 pontos, assumindo a vice-liderança na classificação, enquanto os visitantes, por conta do revés, acabaram estacionando na 10ª colocação com apenas 3 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

PRESSÃO DO CASCAVEL NO INÍCIO

Jogando em casa, a equipe do Cascavel tratou de ir para cima do Paraná logo nos primeiros 10 minutos. Em três chegadas com perigo, sendo a melhor delas com Léo Itaperuna, obrigando o goleiro Lucas Wingert a mostrar serviço, por muito pouco não conseguiu abrir a contagem no Olímpico Regional.

Entretanto, aos poucos, o Tricolor foi tentando equilibrar um pouco mais as coisas. Até meados dos 25 minutos, com o famoso lá e cá, os dois sistemas defensivos passaram a ter mais trabalho com as boas descidas, porém sem conseguir alterar o placar.

SERPENTE ABRE O PLACAR AINDA NA PRIMEIRA ETAPA

Passado o momento de igualdade nas ações, novamente os donos da casa passaram a dominar o duelo. Com o tempo passando, o goleiro Lucas Wilgert tentava de toda as formas evitar o tento rival, porém, quando tudo parecia ficar no 0 a 0, Samuel, aos 44 minutos, aproveitando um passe na medida de Léo Itaperuna, mandou para o fundo das redes levando a vantagem para os vestiários.

MOISÉS GAÚCHO ALIVIA A SITUAÇÃO DO PARANÁ

Na volta para a segunda etapa, nenhum dos dois treinadores optou por modificações. Com isso, adotando uma postura ofensiva atrás do empate, os visitantes, com 1 minuto de jogo, igualaram o marcador com Moisés Gaúcho, pegando rebote na defesa de Douglas após cobrança de falta de André Krobel. Tudo igual no Olímpico.

Percebendo o Tricolor melhor em campo, Tcheco então optou por sua primeira troca ao colocar Vinícius Balotelli no lugar de Eduardo. Mesmo com o atacante mostrando vontade, a equipe mostrou que não estava disposta a ficar no empate, porém ainda esbarrava no dia inspirado do camisa 1.

TREINADORES VÃO PARA O TUDO OU NADA E CASCAVEL MARCA NO FIM

Com o tempo passando, o marcador parecia estar longe de ser alterado no Olímpico Regional. Com isso, desta vez em substituições promovidas por ambos os comandantes, na esperança de encontrar, possivelmente, o gol da vitória.

Feitas as trocas, o Paraná passou a oferecer mais perigo na sequência. Aos 39, Mikael, que entrou no lugar de Everton Brito, viu sua finalização ir para fora em uma primeira tentativa, enquanto na segunda, aos 43, em uma cobrança de escanteio com muito perigo, por muito pouco não virou a contagem com André Krobel.

Já nos acréscimos, o Cascavel foi a vez do Cascavel dar a resposta também em duas oportunidades. Enquanto aos 48, Jamerson, sem marcação, acabou cabeceando para fora para alívio do rival, aos 51 minutos, Mikael Doka, em bonito gol de falta, decretou o triunfo aos mandantes por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA
CASCAVAL 2x1 PARANÁ

Data e horário: 09/02/2022, às 21h30 (de Brasília)
​Local: Estádio Olímpico Regional, em Cascavel (PR)
Árbitro: Elvio Kertelt Legnani
Assistentes: Ronald Germano Welter e Geovany Jose Roncaratte

Cartões Amarelos: Juninho, 35'/1ºT; Robinho, 35'/2ºT

Gols: Samuel, 44'/1ºT (1-0); Moisés Gaúcho, 1'/2ºT (1-1); Mikael Doka, 51'/2ºT (2-1)

CASCAVEL: Douglas; Líbano (Mikael Doka, aos 24'/2ºT), Diego Giaretta, Jamerson e Eduardo (Vinícius Balotelli, aos 8'/2ºT); Gama (Cleberson Tiarinha, aos 24'/2ºT), Willian, Fabrício (Núbio Flávio, aos 38'/2ºT) e Robinho; Léo Itaperuna (Willyan Sotto, aos 39'/2ºT) e Samuel.
(Técnico: Tcheco)

PARANÁ: Lucas Wingert; André Krobel, Franklin, Rayne e Juninho; Moisés Gaúcho, Vinícius Kiss e Gabriel Correia (Kazu, aos 39'/2ºT); Castanha (Douglas Araújo, aos 28'/2ºT), Pablo Thomaz (Willian, aos 47'/2ºT) e Everton Brito (Mikael, aos 30'/2ºT).
(Técnico: Rodrigo Cascca)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários