Ao lado do pai, Marinho chega ao Flamengo e se coloca a serviço de Paulo Sousa: 'Procuro sempre ouvir'
Matheus Dantas
Ao lado do pai, Marinho chega ao Flamengo e se coloca a serviço de Paulo Sousa: 'Procuro sempre ouvir'


Em atividade no Ninho do Urubu desde a última sexta-feira, Marinho foi oficialmente apresentado como reforço do Flamengo nesta segunda. A primeira entrevista do novo camisa 31 rubro-negro tornou-se ainda mais especial pela presença de Seu José Carlos, pai de Marinho e flamenguista declarado. Antes de falar sobre as expectativas para 2022 e a chegada ao Flamengo, Marinho e Seu Zé Carlos comentaram a emoção de estar no clube.

+ Marinho e a 'missão' de repetir sucesso de ex-santistas no Flamengo; veja!

- Sem palavras para agradecer. Não dá nem para acreditar. Nunca esperava que isso iria acontecer. Sempre pedia para ele jogar no clube que amo - disse Seu Zé Carlos, presente em uma apresentação de Marinho pela primeira vez.

- É uma situação que todo jogador quer passar, estar em um grande clube como o Flamengo. Parece que a ficha ainda não caiu. Toda vez que chego ao hotel e penso que não é verdade. Sei do peso da camisa, mas o privilégio é muito grande. Quero agradecer ao carinho de todos torcedores pelo carinho desde que cheguei aqui. Peço desculpa a quem foi ao aeroporto, devido à logística não consegui abraçar eles - afirmou Marinho, novo atacante do Fla.

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

Vindo do Santos, Marinho assinou contrato com o Flamengo até dezembro de 2023. Agora, está adaptando-se ao novo clube e ao trabalho com Paulo Sousa, treinador que também chegou ao Ninho do Urubu nesta temporada. O atacante falou sobre os primeiros dias sob o comando do português, com quem tem conversado diariamente, e elogiou as atividades no Ninho do Urubu.

- Tem conversado comigo diariamente, tem me deixado à vontade e pedido algumas coisas. Sou um cara que procuro sempre escutar, entender, tenho muito a aprender. Gosto de estar conversando com o treinador e ouvindo as dicas. Fica mais fácil ter uma relação bacana, de ouvir e escutar, isso facilitará.

Leia Também

Com Marinho, mas sem Gabi, Everton Ribeiro, Isla, Arrascaeta e Rodrigo Caio, o Flamengo segue a preparação para o jogo contra o Boavista nesta terça , no CT. Na quarta, volta ao Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, em partida que marcará a estreia de Paulo Sousa e do time principal na temporada de 2022.

Confira outras respostas de Marinho, novo atacante do Flamengo, abaixo!

Sensação de ser apresentado no Flamengo

Um privilégio muito grande. Nós abrimos mão de algumas coisas, mas, no coração, sabemos que a felicidade vale mais. É isso que eu estou fazendo agora. Chegar aqui, vestir essa camisa, é um privilégio grande. Eu falo muito, mas estou sem palavras. É só gratidão pelo carinho. Espero fazer por onde para receber mais e mais.

Paulo Sousa e posição em campo


Cada treinador tem sua forma de trabalhar. O Paulo é muito inteligente, já percebi, e trabalha muito a intensidade no jogo dele. Foram dois treinos, mas estou procurando fazer o que ele pede para ajudar. O treinador sabe a posição que eu gosto de jogar, mas o mais importante é estar preparado.

Disputa pela titularidade


É uma dor de cabeça do treinador, não é minha. É importante ter jogadores qualificados no elenco, são grande jogadores, de seleção. O mais importante é o treinador olhar para o lado e ver jogadores com quem ele pode contar.

Contato com novos companheiros e embates nos treinos


Ele (Filipe Luís) falou: "agora você está do lado certo. Não dá mais para correr atrás de você, não." Isso é muito bacana. É um cara com quem me identifiquei muito. Conversamos bastante.

Sensação do primeiro gol pelo Flamengo

Acho que, quando acertei, a primeira coisa que veio na cabeça foi o primeiro gol. Poder fazer uma homenagem para o meu coroa. Isso vai ser algo incrível e já estou mentalizando.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários