Botafogo 'Moneyball': com novas pessoas, clube 'se choca' no mercado na busca por jogadores
Sergio Santana
Botafogo 'Moneyball': com novas pessoas, clube 'se choca' no mercado na busca por jogadores


Em Moneyball ("O Homem Que Mudou O Jogo" no Brasil), o Oakland Athletics surpreende o mundo ao chegar na final da MLB com um dos menores orçamentos. A causa uma nova política de contratações baseada em cálculos a partir de estatísticas, dando fim à antiga forma de como os atletas eram chamados. O Botafogo - diante do contexto atual, claro - está em processo parecido.

+ Botafogo mira nomes de peso e aguarda 'sinal verde' para oficializar negociações

O clube passa por um momento de mudanças internas e externas. Desde a compra de John Textor , investidor de 90% da SAF do Alvinegro, novas pessoas chegaram ao dia a dia do Alvinegro. Por vezes, isso gera um choque - principalmente no que diz respeito ao mapeamento de mercado e busca por reforços.

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br , preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

O Botafogo tem um setor de futebol já definido, que vem funcionando desde o ano passado com a chegada de Durcesio Mello e, inclusive, ganhou reforços no começo desse ano . Com Textor, pessoas de confiança do empresário também apareceram no circuito do Alvinegro.

O problema é que ainda não há uma comunicação clara entre os dois "grupos". Há uma lista da "parte do Botafogo" e outra da "parte do Textor". Por mais que muitos dos nomes sejam parecidos e a coisa pareça caminhar para o mesmo lado pensando em uma lógica de equipe, não há 100% de coerência.

Um exemplo é Elkeson . O atacante negocia com o Botafogo desde o ano passado , quando John Textor ainda não havia assinado o contrato. As conversas continuam rolando e sendo tocadas pelo Departamento de Futebol, com propostas financeiras apalavradas.

Gabriel Pires, um dos nomes em uma das 'listas' , foi sondado diretamente por pessoas da confiança de John Textor. O empresário, vale lembrar, é fissurado pela parte de scouting e leva o mapeamento de mercado como uma das prioridades no clube.

São 'pequenos choques' que os dois lados ainda estão tentando entender e resolver nesse começo de uma nova gestão. Não há atrito, briga ou nada neste sentido, vale ressaltar. É um clube que vive um período de mudança e tenta se acostumar à nova realidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários