Amarelinha, premiações e artilharia: Edenílson comemora 13 anos de carreira
Futebol Latino
Amarelinha, premiações e artilharia: Edenílson comemora 13 anos de carreira


O dia 22 de janeiro marca uma data especial para o meio campista Edenílson. Foi nesse mesmo dia, em 2009, que o jogador fazia sua estreia como profissional, vestindo a camisa do Caxias. Naquela oportunidade, o jovem de apenas 19 anos de idade entrou no decorrer do confronto com o Veranópolis, mais precisamente aos 20 minutos do segundo tempo, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1.

Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Hoje no Internacional, o atleta não pensava em ser jogador profissional. Antes de ingressar no futebol, Edi trabalhava como office boy. Foi por insistência do seu irmão que a história do jogador da Seleção Brasileira começou com uma breve passagem na base do Guarani de Venâncio Aires, clube do interior do Rio
Grande do Sul, onde seu irmão também jogava.

Logo depois, no Caxias, se revelou para o cenário nacional, conquistou o prêmio de melhor volante do Gauchão em 2011 e foi contratado pelo Corinthians. Em três anos de Timão, ele foi uma das peças importantes
nas conquistas de grandes títulos, entre eles a Libertadores e o Mundial de Clubes, em 2012.

Destaque no clube paulista, logo despertou interesse de clubes da Europa. Em janeiro de 2014, o Corinthians vendeu o jogador para o futebol italiano e, lá, atuou com as camisas da Udinese e do Genoa antes de vir para a sua cidade natal.

Na temporada de 2017, o meio-campo retornou para Porto Alegre para vestir a camisa do Inter. No clube gaúcho vem se destacando como um dos principais jogadores nos últimos anos, conquistando oito prêmios individuais, sendo
artilheiro e garçom do elenco em quase cinco anos de volta ao Sul do Brasil.

Tudo isso foi observado por Tite, atual técnico da Seleção Brasileira e com o qual Edenílson trabalhou junto em tempos de Corinthians. No dia 26 de agosto de 2021, aos 31 anos, após suas boas atuações pelo clube, foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira para as partidas de setembro das Eliminatórias da Copa do Mundo. Sua estreia aconteceu na vitória por 2 a 0 contra o Peru, no dia 9 de setembro.

- Fico muito feliz por todas as batalhas que venci. Reviver essa trajetória me emociona e me motiva a querer sempre mais. Conquistei títulos, prêmios, artilharias e cheguei na Seleção com o apoio dos meus familiares e meus colegas de profissão. Que venham mais anos dentro das quatro linhas e tenho muitas coisas para buscar ainda e tenho certeza de que com o trabalho diário os objetivos serão alcançados - afirma o jogador.

No Internacional desde 2017, Edenilson participa da pré-temporada da equipe, mas com um ligeiro ponto de interrogação sobre sua continuidade. Isso porque, desde o fim do ano passado, a possibilidade de rumar para o Oriente Médio e, mais recentemente, para o Atlético-MG, seguem circulando nos bastidores do mercado de transferências.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários