GUIA DO PAULISTÃO: maior campeão, Corinthians tem o Estadual para dizer a que veio em 2022
Lance!
GUIA DO PAULISTÃO: maior campeão, Corinthians tem o Estadual para dizer a que veio em 2022


Maior campeão Paulista da história, o Corinthians entra na competição em 2022 em busca do seu 31º título inicial, para começar a temporada de 2022 com o pé direito. Diferentemente da temporada passada, este ano começa promissor para o clube do Parque São Jorge, principalmente após os reforços que chegaram durante o segundo semestre de 2022, incorporados a jogadores contratados nos últimos dois meses.

No ano passado, o Timão esteve fora da final no Paulista, algo que não acontecia há quatro temporadas. A eliminação na semifinal para o arquirrival Palmeiras, foi somente uma das desclassificações recorrentes do Timão no primeiro semestre - as outras foram nas copas Sul-Americana e do Brasil.

O baixo rendimento nos primeiros seis meses da temporada anterior acendeu o sinal de alerta na diretoria corintiana, que no semestre seguinte foi ao mercado e buscou reforços que elevaram o Time do Povo de patamar. Giuliano, Renato Agusuto, Willian e Róger Guedes foram responsáveis pela evolução do Corinthians no Campeonato Brasileiro, que levou a equipe a uma classificação direita à fase de grupos da Libertadores neste ano.

Somado ao quarteto, chegaram nesta pré-temporada o zagueiro Robson Bambu e o lateral-esquerdo Bruno Melo e o goleiro Ivan está encaminhado . Mas a grande contratação foi a do meia Paulinho , que após duas Copas do Mundo e passagens por grandes equipes na Europa, como Tottenham-ENG e Barcelona-ESP, retorna ao Timão após oito anos.

A expectativa no clube está em todos esses atletas iniciando uma temporada juntos e se entrosando ainda mais para colocar o Corinthians em um nível de elevação maior. E o Paulistão é justamente o laboratório perfeito para que a equipe alvinegra ganhe corpo para o decorrer da temporada, principalmente na disputa da Copa Libertadores, prioridade do clube na temporada.

>> TABELA: Confira a tabela do Paulistão e simule os resultados
>> GALERIA: Confira o ranking de todos os campeões do Paulistão

Time-base: Cássio; Fágner, João Victor, Gil e Lucas Piton (Fábio Santos); Gabriel; Willian, Giuliano (Paulinho), Renato Augusto e Róger Guedes; Mantuan. Técnico: Sylvinho

VAIVÉM DO TIMÃO

Quem chegou: Robson Bambu (zagueiro - Nice-FRA)*; Bruno Melo (lateral-esquerdo, Fortaleza)* e Paulinho (meia - sem clube).

*Emprestados

Quem saiu: Caíque França (goleiro - Ponte Preta); Walter (goleiro - Cuiabá); Michel Macedo (lateral-direito - Ceará); Caetano (zagueiro - Goiás)*; Léo Santos (zagueiro - Ponte Preta)*; Ederson (volante - Fortaleza)*; Matheus Jesus (volante - Ponte Preta)*; Richard (volante - Ceará); Thiaguinho (volante - Santo André)*; Sornoza (meia - Independiente del Vale-ECU); Vitinho (meia - Vasco da Gama)*; André Luís (atacante - Cuiabá); Cauê (Lommel-BEL); Everaldo (atacante - América-MG)*; Janderson (atacante - Grêmio)*; Marquinhos (atacante - Cuiabá).

*Emprestados

Quem pode chegar: Ivan (goleiro - Ponte Preta) e Diego Costa (atacante - sem contrato)

Quem pode sair: Matheus Donelli (goleiro - empresários procuram clubes interessados); Danilo Avelar (zagueiro - Corinthians busca clube para emprestar) e Jonathan Cafú (atacante - Corinthians busca clube para emprestar).

OLHO NELE

Du Queiroz foi chegando timidamente na equipe principal do Corinthians no segundo semestre do ano passado, com o técnico Sylvinho, até se firmar como titular no meio-campo corintiano no fim da temporada.

Polivalente, o jogador agarrou as primeiras oportunidades no clube atuando como lateral-direita na ausência do titular Fagner, garantiu uma renovação de contrato até XXX e aos poucos mostrou a sua cara também na posição de origem.

Foi o destaque da pré-temporada com dois gols marcados nos jogos-treino contra Inter de Limeira e Audax-SP e passou a pedir passagem no time titular de Sylvinho, mesmo em um setor do campo disputado e com medalhões prestigiados como Giuliano, Renato Augusto e o recém-chegado Paulinho.

Du Queiroz - Corinthians

Com belo chute, Du Queiroz garantiu vitória corintiana em jogo-treino contra a Inter de Limeira (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

OS PRIMEIROS JOGOS DO CORINTHIANS NO CAMPEONATO PAULISTA

25/1 - 21h - Corinthians x Ferroviária
30/1 - 11h - Santo André x Corinthians
2/2 - 21h35 - Corinthians x Santos
6/2 - 18h30 - Ituano x Corinthians
10/2 - 21h30 - Corinthians x Mirassol

OPINIÃO DO SETORISTA (por Fábio Lázaro)

Há uma grande empolgação para saber como o técnico Sylvinho vai montar o Corinthians neste início de temporada, principalmente do meio para frente, tendo um time ainda mais reforçado do que no segundo semestre do ano passado, principalmente com a chegada de Paulinho.

Nos jogos-treino que realizou contra Inter de Limeira e Audax-SP, o treinador indicou que seguirá escalando o time em um 4-1-4-1, o que automaticamente fará com que um atleta de peso fique na reserva. Giuliano, Paulinho, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian devem brigar por quatro vagas, tendo garotos que se destacaram no ano passado, como Adson, Du Queiroz e Adson pedindo passagem.

O sistema defensivo, que foi bem ajustado pelo atual técnico corintiano, com a dupla de zaga formada por João Victor e Gil, foi reforçada com as chegadas do zagueiro Robson Bambu e do lateral Bruno Melo, que também pode jogar como zagueiro. As duas contratações, no entanto, devem apenas compor o elenco no início.

Sylvinho também aponta entender as limitações físicas de alguns jogadores, como o latera-esquerdo Fábio Santos, que deve se tornar apenas uma opção ao garoto Lucas Piton no Timão.

Quando olhamos o elenco corintiano, seja com os reforços mais experientes ou com os garotos promissores e que já se mostraram em campo enxergamos um ótimo elenco, capaz de brigar pelo título de todas as competições que disputar, mas a grande incógnita segue estando no banco de reservas, pois há muitas dúvidas sobre Sylvinho ser o nome certo para comandar um elenco qualificado de forma equilibrado em relação ao aspecto técnico e até em relação a média de idade do grupo.

A torcida corintiana não se dá como convencida e frequentemente pede a cabeça do treinador, mas a diretoria mantém confiança no profissional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários