Sem jogar há um ano, Jailson luta para estar logo à disposição visando o Mundial
Alexandre Guariglia e Rafael Ribeiro
Sem jogar há um ano, Jailson luta para estar logo à disposição visando o Mundial



Jailson está sem atuar profissionalmente há um ano. O volante saiu da Turquia, para onde se transferiu depois do Grêmio, para o Dalian Pro, da China. Mas na Ásia as coisas mudaram. Ele estava de férias no Brasil quando a pandemia de Covid-19 explodiu, em 2020. Não conseguiu retornar ao clube, sem jogar desde então, ficou seis meses sem receber salário durante o caos financeiro pelo qual passou o futebol chinês e conseguiu a liberação de seu vínculo junto à Fifa apenas em novembro.

- Eu fiquei um ano sem jogar, mas procurei com meu preparador fisico em Porto Alegre manter a forma. E ele me ajudou bastante para quando tivesse uma oportunidade como essa. Estou quase 100%, a cada dia mais me preparando, me cobrando mais. O Palmeiras tem uma comissão técnica muito dedicada e espero sim poder estar junto do grupo no Mundial.

Se por questões contratuais Jaillson ainda não pode ser relacionado para a estreia do Verdão na temporada, neste domingo (23), contra o Novorizontino, fora de casa, pelo Campeonato Paulista, o novo reforço prefere não estipular uma data para sua estreia.


- Eu estou me preparando, cada dia mais me sentindo melhor fisicamente para estar disponível o quanto antes para poder jogar as partidas.

O tempo é curto, mas Jailson tem que ser otimista. Para ele, espeficamente, o Mundial de Clubes tem um significado importante, afinal foi na competição que ele ficou conhecido ao ser escalado pelo técnico Renato Gaúcho para ser o marcador de Cristiano Ronaldo no duelo vencido pelo Real Madrid sobre o Grêmio, em 2017. Experiência que ele carrega até hoje.

- Cristiano Ronaldo dispensa comentários, é um dos maiores do mundo há anos, poder marcá-lo foi um experiência muito boa.

Jailson é apresentado nesta manhã (Foto: Reprodução/TV Palmeiras)

Sondado por outros clubes, como o rival São Paulo, Jailson disse que não pensou duas vezes em aceitar a oferta palmeirense.

- Quando um gigante como o Palmeiras vem atrás de você, não se pensa duas vezes. Não foi tão difícil tomar essa decisão. É um clube muito gigante com grandes jogadores, foi essa decisão que tomei, estar junto com grandes jogadores para ajudar o clube a ter grandes conquistas.

Leia Também

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Confira o caminho do Verdão no Mundial de Clubes-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira a pré-lista de inscritos do Palmeiras para o Mundial de Clubes

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários