Brasil faz dobradinha no Circuito Rolex de vela oceânica
Lance!
Brasil faz dobradinha no Circuito Rolex de vela oceânica


A vela oceânica brasileira segue com bons resultados no Circuito Rolex Atlântico Sul disputado na Argentina e no Uruguai. Nesta terça-feira (18), os dois barcos do país na tradicional competição sul-americana fizeram dobradinha na regata de percurso na Playa Mansa, em Punta del Este, no Uruguai.

Campeão da Semana de Vela de Ilhabela 2021, o +Bravíssimo ficou em primeiro lugar seguido pelo Crioula, que usa um TP52 trazido da Europa.

Foi a segunda regata da competição! Na prova de abertura, de Buenos Aires a Punta del Este, o +Bravíssimo ficou na terceira colocação na ORC B e 12º no geral

Os brasileiros competem contra outros quase 30 veleiros dos países vizinhos.

A prova teve 15 milhas náuticas de percurso na Baía de Maldonado. Os ventos variaram de 15-22 nós.

O velejador capixaba Luciano Secchinn está satisfeito com o trio de atletas que integra o veleiro +Bravíssimo.

Os olímpicos Jorge Zarif e Gabriel Borges se uniram ao proeiro Alfredo Rovere na equipe do Espírito Santo, aumentando ainda mais o nível da tripulação.

- É como ter Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique a bordo! A gente só precisa cuidar da zaga para não tomar gol. Largamos muito bem, as coisas deram certo. Agora é recuperar o prejuízo, pois nosso descarte é longo - comparou Luciano Secchinn, comandante do +Bravíssimo.

- O vento estava muito forte hoje, para se ter uma ideia empurrava a gente pra trás no píer. Por isso a prova foi na Baía de Maldonado, mais abrigada. Velejamos limpo a maior parte do tempo sem outros barcos atrás. Vamos concentrar para tentar levar esse caneco para o Brasil.

A competição termina no sábado (22). As regatas desta quarta-feira (19) serão de barla-sota em Punta del Este. Na quinta-feira (20) será descanso, sexta-feira (21) mais provas entre bóias e a decisão no sábado.

O Katara (Julian Somodi) lidera classificação geral do Circuito Rolex Atlântico Sul, seguido pelo San Gregorio. O +Bravíssimo é o quinto e o Crioula o 18º.

Vale lembrar que a equipe gaúcha do Crioula não correu a regata de abertura.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários