Ataque do São Paulo é um dos setores mais concorridos do time de Ceni
Rafaela Cardoso
Ataque do São Paulo é um dos setores mais concorridos do time de Ceni


Apesar de ainda não ter contratado um atacante de velocidade e driblador como quer o técnico Rogério Ceni, o São Paulo tem no ataque um dos setores mais disputados da equipe. Isso porque o time conta com sete nomes para a posição: Luciano, Rigoni, Calleri, Nikão, Juan, Éder e Pablo - estes dois últimos ainda podem ser negociados.

+ Veja o caminho do São Paulo no Campeonato Paulista 2022


Com todas as opções à disposição e em razão da curta pré-temporada, o treinador tricolor, que tem preferência por escalar a equipe com dois atacantes pelos lados e um como referência na área, iniciará os testes oficiais no próximo dia 27 de janeiro, quando o time estreia no Campeonato Paulista , contra o Guarani, em Campinas.

Além dos nomes destacados, ainda há possibilidade de buscar na base um jogador com as características que o comandante procura. Na Copa São Paulo de Futebol Júnior, Caio, de 17 anos, é veloz e finaliza bem, o que o tornou um dos destaques da equipe do técnico Alex, e pode ser utilizado na equipe principal.

Nikão acabou de ser contratado, mas deve ganhar espaço com o treinador. Além dele, Calleri é outro nome que pode começar como titular, já que pode ser utilizado como centroavante. Rigoni, embora tenha terminado 2021 em baixa, tem como característica atuar pelos lados. Luciano é, também, um dos favoritos da torcida para uma das vagas na frente.

Aliás, Luciano, Calleri e Rigoni chegaram a atuar juntos em três oportunidades com Ceni, mas apenas diante do Juventude, na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado, é que o trio começou como titular. O resultado foi 3 a 1, com dois gols de Luciano, um de Calleri e uma assistência de Rigoni.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários