Defesa tem atuação brilhante, o 'Carteiro' cresce em momento crucial e Georgia fatura título do College Football
Lance!
Defesa tem atuação brilhante, o 'Carteiro' cresce em momento crucial e Georgia fatura título do College Football


No Lucas Oil Stadium, em Indianápolis, o aprendiz derrubou o mestre. Kirby Smart e Georgia Bulldogs dão o troco da final da SEC contra Alabama Crimson Tide de Nick Saban e voltam a levantar a taça no College Football depois de 41 anos. Catapultados por uma atuação defensiva impecável e com Stetson Bennett produzindo em grande nível no último quarto, os Dawgs ficaram com o troféu ao vencer o rival de Conferência por 33 a 18, sendo que 20 pontos foram marcados nos 15 minutos finais.

Stetson Bennett lançou para 224 jardas e dois touchdowns. O jogo terrestre apareceu no segundo tempo e Zamir White teve 13 carregadas para 84 jardas e um touchdown. No grupo de recebedores, Adonai Mitchell teve duas recepções para 50 jardas e um touchdown e o tight end Brock Bowers também chegou a end zone para os Bulldogs.

Mas a defesa foi o grande personagem do jogo. Foram cinco sacks para cima de Bryce Young e duas interceptações, a última uma pick six de Kelee Ringo para sacramentar a vitória. Christopher Smith foi o outro ladrão da noite com uma interceptação. Channing Tindall, Nolan Smith, Robert Beal Jr. e Travon Walker foram os colecionadores de sacks na partida com um para cada.

Nos Crimson Tide, Bryce Young lançou para 369 jardas e um touchdown, mas os turnovers prejudicaram a atuação do vencedor do Heisman, com a pick six com pouco mais de um minuto no relógio sacramentou a vitória de Georgia. Brian Robinson Jr. correu 22 vezes para 68 jardas e no grupo de recebedores o tight end Cameron Latu foi o principal alvo de Alabama na partida com cinco recepções para 102 jardas e um touchdown.

A defesa de Georgia mostrou as cartas nos primeiros minutos da final do College Football e por muito pouco não colocou fogo em Indianapolis. Bryce Young foi sackado por Jordan Davis na linha de 44 do próprio campo, soltou a carne e a bola foi recuperada por Nakobe Dean que retornou para a end zone. Porém, para a sorte dos Crimson Tide, o braço de Young estava indo para frente no momento do contato e a chamada de campo foi revertida.

Alabama avançou as correntes até a red zone de Georgia, mas foi parada pela defesa dos Bulldogs e Will Reichard entrou pela primeira vez na decisão para colocar os primeiros três pontos no placar com um chute de 37 jardas, 3 a 0.

A defesa de Bama também mostrou seu cartão de visitas e logo na primeira jogada do ataque de Georgia, Steton Bennett foi sackado para perda de 14 jardas por Christian Harris. O QB dos Bulldogs até conseguiu um excelente avanço com as pernas para reconquistar as jardas perdidas, mas a equipe de Kirby Smart devolveu a bola. A intensidade das defesas foi o grande destaque dos 15 minutos iniciais.

Steton Bennett foi o autor da primeira big play da final. Numa primeira descida na linha de 19, o single caller dos Bulldogs soltou o braço em profundidade e George Pickens fez a recepção para 52 jardas na linha de 29 no campo ofensivo. Georgia conseguiu um bom avanço na sequência com Brock Bowers antes do fim do primeiro quarto. A terceira equipe do país chegou a red zone pela primeira vez e saiu de campo com o chute de 24 jardas de Jack Podlesny para empatar a grande decisão, 3 a 3.


Na volta do ataque de Bama a campo, Bryce Young mostrou também sua força no braço e lançou um míssil de 40 jardas para Jameson Williams, mas por infelicidade o wide receiver sofreu uma torção no joelho no momento da recepção e foi direto para a tenda médica, não mais retornando a campo. Os Crimson Tide avançaram um pouco mais em campo e Reichard no chute de 45 colocou mais três pontos no placar, 6 a 3. Antes do intervalo, Alabama voltaria ao campo ofensivo, porém foi, novamente, limitada ao field goal. E como chumbo trocado não dói, Georgia também avançou bem no campo, mas não conseguiu atingir a end zone, se contentando também com o field goal: 9 a 6 e ambos os times no vestiário.

O jogo terrestre dos Crimson Tide com Brian Robinson Jr apareceu bem com corridas dinâmicas para mover as correntes. Bryce Young converteu uma terceira descida importante ainda no campo de defesa passe de 11 jardas novamente Brian Robinson Jr, o running back ainda conseguiu mais três corridas. Mas a defesa dos Bulldogs apareceu e forçou o field gol de Will Reichard, porém os special teams de Georgia brilhou e Jalen Carter bloqueou o chute de 48 jardas.

Com a jogada, a maré virou no Lucas Oil Stadium e logo na primeira jogada de Georgia, James Cook, irmão de Dalvin Cook do Minnesota Vikings, contou com ótimos bloqueios e ligou o turbo para 67 jardas até a linha a red zone. Os Bulldogs contaram ainda com um face mask na linha de três jardas, depois ficou fácil para Zamir White romper a barreira da end zone e anotar o primeiro touchdown da grande final, 13 a 9.

Alabama teve a oportunidade de responder na mesma moeda com Young acionando bastante Agiye Hall com direito a uma recepção de 28 jardas. Mas a “três” passos da end zone, a defesa de Kirby Smart levantou muro e Bryce Young saiu de campo zerado novam
ente. Reichard agora num chute mais tranquilo anotou seu 12° ponto no jogo, 13 a 12.
Porém, se Alabama cometeu dois turnovers, agora foi a vez dos Bulldogs cometerem um erro. Stetson Bennett foi sackado por Christian Harris, antes de cair no chão o quarterback tentou lançar o passe para frente, mas a bola acabou sendo recuperada por Brian Branch antes de sair pela sideline. Com a bola na linha de 16, rapidamente os Crimson Tide chegaram a end zone com Bryce Young saindo do pocket e lançando contra o movimento acertou um passe para o Mr red zone na temporada para Bama, o tight end Cameron Latu, 18 a 13, depois da não conversão de dois pontos.

Stetson Bennett já com uma big play de 18 jardas para Jermaine Burton colocou o ataque praticamente no meio de campo. A defesa de Alabama cometeu uma interferência de passe dando 15 passes de graça para Georgia. Mas diminuíram o problema com um sack para perda de oito jardas com Dallas Turner. Com uma conversão de segunda descida longa, Bennett soltou o braço na end zone e Adonai Mitchell fortemente marcado fez a recepção de 40 jardas recolocando os Bulldogs na liderança, 19 a 18, já que também não conseguiram conversão de dois pontos.

Alabama não conseguiu responder na sequência e Georgia teve a chance de praticamente colocar o último prego no caixão dos Crimson Tide. Kirby Smart usando o feitiço de gastar o relógio com corridas longas de Zamir White, contra o feiticeiro, Nick Saban um dos mestres dessa arte, e respondeu de forma primorosa. Na linha de 15, Stetson Bennet optou por um screen para o excelente Brock Bowers e o tight end correu até a end zone, 26 a 18. Forçando Alabama a buscar o touchdown com a conversão de dois pontos se quisesse igualar a partida.

Os Crimson Tide avançaram até a linha de 44 do campo ofensivo, Bryce Young tentou um passe em profundidade, mas Kelee Ringo interceptou o passe e correu 79 jardas para o TD e o primeiro título de Georgia Bulldogs depois de 41 anos, 33 a 18.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários