Palmeiras vê semana como decisiva para acertar saída de Luiz Adriano
Rafael Ribeiro
Palmeiras vê semana como decisiva para acertar saída de Luiz Adriano


Ao mesmo tempo que as tratativas para a contratação das duas peças faltantes no elenco pedidas pelo técnico Abel Ferreira não avançam - zagueiro canhoto e centroavante -, o Palmeiras vê a semana como decisiva para acertar a saída do atacante Luiz Adriano, fora dos planos e que sequer se reapresentou com o restante do elenco.


O LANCE! apurou que o diretor de futebol do Verdão, Anderson Barros, informou o staff diretivo que devem chegar duas propostas de empréstimo pelo ex-camisa 10. O desafio é convencer a presidente Leila Pereira de aceitar as condições do clube liberar o atleta pagando ainda parte de seu salário. Coisa que a mandatária não quer mais que aconteça.

O nome dos interessados é mantido em sigilo. Mas as conversas dos dirigentes palmeirenses sempre giram em torno do Internacional, clube formador do atacante e que mantém as sondagens sob seu nome desde dezembro.

O interesse, que tinha esfriado na última semana, teria voltado à tona após a chegada do técnico uruguaio Alexander 'Cacique' Medina ao Colorado. O clube gaúcho anunciou o centroavante Wesley Moraes por empréstimo junto ao Aston Villa, da Inglaterra. Mas o novo comandante deixou claro que para ele é pouco na última sexta-feira (7).

- Obviamente, o elenco tem muita qualidade, gostamos muito das características dos jogadores, mas necessitamos de outras posições. Sabemos do números de jogos e necessitamos de um plantel amplo.

Ao analisar a lista de atletas que interessam ao Inter, 'Cacique' teria aprovado o nome. Cabe agora o entendimento financeiro. O Colorado teria voltado a enfatizar a Barros que não quer pagar pelo empréstimo e ainda queria parte dos salários bancado pelo Palmeiras.


Luiz Adriano é dono de um dos maiores salários do plantel e tem contrato até o meio de 2023. Sem se reapresentar com o grupo junto de outros nomes, como o meia Lucas Lima, deve voltar aos trabalhos em separado no dia 17, data-limite dada pela diretoria a seu staff para que haja a sua saída.

O problema é que os interessados não apareceram como o Palmeiras esperava. Fluminense, um dos interessados, desistiu após ver os salários do ex-camisa 10. O Grêmio, que desde o ano passado o sonda, também abriu mão por conta da resistência de sua torcida criada pelos vínculos de Luiz Adriano e sua família com o rival colorado.

O L! havia revelado que a definição do futuro do ex-camisa 10 é tratada como prioridade por Leila por conta dos valores que ele acarreta. Sua saída é vista como essencial para aliviar o caixa e fazer assim com que o Palmeiras consiga ir atrás de nomes de maior impacto no mercado para ser centroavante.

TABELA

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Confira o caminho do Verdão no Mundial de Clubes-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários