Fluminense muda perfil, investe e vence concorrentes na busca por reforços para 2022
Luiza Sá
Fluminense muda perfil, investe e vence concorrentes na busca por reforços para 2022


Não é novidade para ninguém a dificuldade financeira que o Fluminense atravessa nos últimos anos. O caixa limitado refletiu diretamente nos investimentos para a montagem dos times e o torcedor precisou se acostumar com perfis diferentes do que teve nos tempos de Unimed, parceria que terminou no final de 2014. Para 2022, porém, o cenário é mais animador. Salários mais altos, disputas ganhas contra grandes equipes e mais experiência marcam as negociações .

Até o momento, o Flu já anunciou cinco reforços. O volante Felipe Melo , o atacante Willian Bigode , o lateral Pineida , o zagueiro David Duarte e o meia Nathan . O centroavante Germán Cano e o lateral-esquerdo Cristiano ainda vão entrar nessa lista e são aguardados nos próximos dias para a assinatura do contrato. O argentino já está acertado e se apresenta no final de semana para fazer exames e ser anunciado.

O que se mantém é a busca por nomes que estejam sem contrato ou cheguem por empréstimo, mas os salários mais altos são um indicativo dos novos tempos. A mudança, claro, está condicionada principalmente ao resultado esportivo, já que o Fluminense está pelo segundo ano consecutivo na Libertadores. Se já houve o pacotão de reforços na temporada passada, agora, que a folha aumentou mais um pouco, o nível dos atletas sobe também.

Cristiano foi o escolhido para ser o alto investimento nesse primeiro momento, com valores que passam dos R$ 7 milhões. Vale lembrar que Caio Paulista foi comprado no fim da temporada passada por quase R$ 8 milhões. Nos últimos cinco anos, foram poucos os jogadores que fizeram o Tricolor tirar dinheiro do caixa para contratar. Michel Araújo, Fernando Pacheco, Rodolfo e Marlon são os exemplos. Nino e Gilberto foram adquiridos em definitivo.

Em 2019, ano em que chegaram mais reforços, houve ainda o fator de ter tido uma eleição em junho. Jogadores experientes como Nene, Muriel e Paulo Henrique Ganso desembarcaram cheios de expectativa, mas não renderam. As contratações do Fluminense, vale destacar, frequentemente acabam perdendo espaço para as várias jovens promessas de Xerém e no balanço total foram poucos de fora que assumiram real protagonismo.

MUDANÇA DE PERFIL E EXPERIÊNCIA PARA 2022

A redução no número de contratos de 2021 e 2022 em comparação com 2018, 2019 e 2020 mostra que o Fluminense tem apostado em manter a base. Na temporada passada, por exemplo, o clube perdeu apenas Dodi, já no final de 2020, considerado uma baixa importante. Desta vez, Egídio não teve o contrato renovado, assim como Abel Hernández e Raúl Bobadilla. Nenhum desses terminou o ano como titular.

Buscando mais experiência para uma competição forte como a Libertadores, onde o Flu terá que começar ainda na segunda fase , o objetivo no mercado foi ter jogadores de mais nome e que chegassem para resolver as deficiências. Além disso, acertar o máximo possível dessas contratações antes da reapresentação do elenco, em 10 de janeiro, para dar tempo ao novo técnico, Abel Braga , acertar os ponteiros. Daí também a desistência por Ricardo Goulart , o único alvo frustrado.

Se vão dar certo ou não dentro do campo só o tempo dirá, mas o Fluminense quer entrar na temporada como um dos times a se observar. Aumentou a pedida para ter Nathan, vencendo Santos, Fortaleza e América-MG na concorrência. O Peixe também ficou atrás por Willian Bigode. Felipe Melo despertou interesse do Internacional e Cano teve conversas com o Leão do Pici e um clube árabe. No fim, todos desembarcaram nas Laranjeiras. Abel Braga - Fluminense

Abel Braga comandará o Fluminense (Lucas Merçon/Fluminense FC)

Leia Também

AS CONTRATAÇÕES DO FLUMINENSE NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS

2022


Felipe Melo (definitivo após fim de contrato com o Palmeiras)
Willian Bigode (definitivo após rescindir com o Palmeiras)
David Duarte (definitivo após fim de contrato com o Goiás)
Pineida (empréstimo de uma temporada)
Nathan (empréstimo de uma temporada)
Germán Cano (definitivo após fim de contrato com o Vasco)

2021

Marlon (voltou de empréstimo e foi utilizado)
Rafael Ribeiro (chegou, pouco jogou e voltou para o Náutico)
Manoel (definitivo após rescindir com o Cruzeiro)
Samuel Xavier (definitivo após fim de contrato com o Ceará)
David Braz (definitivo após rescindir com o Grêmio)
Wellington (definitivo após fim de contrato com o Athletico-PR)
Abel Hernández (definitivo após rescindir com o Internacional)
Juan Cazares (definitivo após rescindir com o Corinthians)
Raúl Bobadilla (empréstimo de uma temporada)
Caio Paulista (comprado em definitivo por R$ 7,9 milhões)

2020/21

Lucca (definitivo após fim de contrato com o Al-Khor)
Danilo Barcelos (definitivo após rescindir com o Botafogo)
Fred (definitivo após rescindir com o Cruzeiro)
Matheus Cassini (para o time sub-23 em definitivo após rescindir com o Amiens, da França)
Wellington Silva (voltou após empréstimo ao Internacional)
João Lopes (definitivo após fim de contrato com a Portuguesa)
Michel Araújo (Flu venceu a concorrência com Peñarol e Nacional, pagando 800 mil dólares (cerca de R$ 3,3 milhões) ao Racing)
Yago Felipe (definitivo após rescindir com o Vitória)
Henrique (emprestado pelo Cruzeiro, mas ficou pouco tempo)
Egídio (definitivo após rescindir com o Cruzeiro)
Felippe Cardoso (empréstimo de uma temporada)
Caio Paulista (empréstimo de um ano, foi comprado em 2021)
Hudson (emprestado por uma temporada)
Fernando Pacheco (pertencia ao Sporting Cristal, do Peru, e foi comprado por U$ 700 mil dólares (aproximadamente R$ 2,8 milhões). Dispensado de graça em 2021)
Nino (renovou contrato e foi comprado em definitivo por R$ 5 milhões)
Gilberto (comprado em definitivo por 80 mil euros (cerca de R$ 360 mil). Foi vendido no meio do ano)

2019

Orinho (chegou em setembro, estava sem clube e assinou em definitivo)
Ganso (rescindiu com o Sevilla e assinou por cinco anos)
Léo Santos (emrpéstimo de uma temporada)
Agenor (definitivo após rescindir com o Guarani)
Caio Henrique (empréstimo de uma temporada)
Mateus Gonçalves (empréstimo de uma temporada)
Bruno Silva (definitivo após troca com o Cruzeiro)
Ezequiel (definitivo após rescindir com o Cruzeiro)
Matheus Ferraz (definitivo após fim de contrato com o América-MG)
Yony González (definitivo após fim de contrato com o Junior Barranquilla, da Colômbia)
Nino (empréstimo de uma temporada)
Allan (empréstimo de seis meses)
Guilherme (empréstimo de uma temporada)
Ewandro (empréstimo de uma temporada)
Léo Artur (empréstimo de uma temporada)
Kelvin (definitivo após rescisão com o Porto, de Portugal)
Yuri Lima (empréstimo de uma temporada, contratado em definitivo posteriormente)
Brenner (empréstimo de uma temporada)
Muriel (definitivo após fim de contrato com o Belenenses SAD, de Portugal)
Nene (definitivo após rescisão com o São Paulo)
Wellington Nem (empréstimo de uma temporada)
Rodolfo (comprado em definitivo pelo Fluminense, valores não divulgados)
Marlon (comprou mais direitos do jogador, valores não divulgados)

2018

Everaldo (empréstimo por oito meses)
João Carlos (empréstimo por uma temporada)
Jadson (definitivo após fim de contrato com a Udinese, da Itália)
Gilberto (empréstimo por uma temporada)
Richard (definitivo após compra junto ao Atibaia. Valores não divulgados)
Airton (definitivo, estava sem clube)
De Amores (empréstimo por uma temporada ao custo de 200 mil dólares (R$ 776 mil), não foi usado)
Rodolfo (empréstimo por uma temporada)
Léo (empréstimo por uma temporada)
Dodi (empréstimo por uma temporada)
Luan Peres (empréstimo por uma temporada)
Nathan Ribeiro (definitivo após fim de contrato com o Al Rayyan, do Qatar)
Digão (empréstimo por uma temporada)
Luciano (empréstimo por três temporadas)
Júnior Dutra (empréstimo por uma temporada)
Bryan Cabezas (empréstimo por uma temporada)
Paulo Ricardo (empréstimo por quatro meses)
Kayke (empréstimo por quatro meses)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários