Do amor ao temor: Tuchel e Lukaku movimentam ambiente no Chelsea
João Brandão
Do amor ao temor: Tuchel e Lukaku movimentam ambiente no Chelsea


Sabe aquele ditado sobre "após a tempestade vem a bonança"? Parece que no Chelsea a ordem das palavras se inverteram. O ambiente no clube inglês é uma incógnita após Romelu Lukaku, principal reforço dos Blues na temporada, ter declarado desejo de voltar a vestir a camisa da Inter de Milão. Declaração que não agradou em nada o técnico Thomas Tuchel.

TUDO ERA UM MAR DE ROSAS
​Após conquistar o título da Champions League, o Chelsea buscou a contratação de Lukaku no mercado de transferências com o objetivo de melhorar o ímpeto ofensivo da equipe. O belga assumiu a camisa nove e chegou elogiando os Blues e se dizendo torcedor do clube de Londres desde a infância . Os fãs não poderiam estar mais excitados.

> Veja a tabela da Premier League

Logo em sua estreia, no dia 22 de agosto, o centroavante anotou um dos gols da vitóra contra o Arsenal em pleno Emirates Stadium. Após passar em branco contra o Liverpool, o artilheiro anotou outros dois tentos diante do Aston Villa para delírio dos presentes no Stamford Bridge.

Em outubro, Thomas Tuchel participou de um evento organizado pelo jornal "La Gazzetta dello Sport", em que afirmou ser mais fácil trabalhar com Lukaku do que domar Neymar e Mbappé , em referência ao período em que trabalhou no Paris Saint-Germain.

- Exerci mais a função de Ministro do Esporte, gestionando também familiares e amigos das estrelas. É mais fácil treinar o Lukaku do que Neymar e Mbappé - revelou o treinador dos Blues.

SURPRESA DESAGRADÁVEL
​Após um longo jejum de gols, também por conta do período em que permaneceu um mês sem jogar devido a uma torção no tornozelo e por ter sido diagnosticado com Covid-19, Lukaku desencantou no Boxing Day e anotou um gol contra o Aston Villa. No último dia 29 de dezembro, no último jogo do Chelsea no ano, o centroavante também balançou as redes contra o Brighton.

Não havia tumulto no ambiente do Chelsea. Apesar do clube ter deixado o rendimento em campo cair, não havia um clima ruim. Até que no último dia 30 de dezembro, a "Sky Sports" da Itália publicou uma entrevista em que o centroavante afirmou ter desejo de retornar para a Inter de Milão e questionou o sistema de jogo de Thomas Tuchel.

- Tudo o que aconteceu no último verão, a forma como saí do Inter não foi a mais correta e é algo que me tem transtornado. Peço desculpa aos torcedores por tudo. Não estou contente com a minha situação no Chelsea. O treinador escolheu jogar em outro sistema, mas sou profissional e não vou desistir - disse o atleta.

No dia seguinte, em mais um polêmico trecho da entrevista, o belga mandou um recado para Lautaro Martínez , atacante da seleção argentina, para não aceitar uma proposta para jogar no Chelsea, pois o centroavante gostaria de reeditar a dupla Lu-La na Inter de Milão. E o desejo por voltar a Itália foi mais uma vez reforçado.

Em coletiva de imprensa no dia 31 de dezembro, Thomas Tuchel se disse surpreso com as declarações de Lukaku , mas também demonstrou indignação por causar uma turbulência onde havia calmaria. Com isso, o alemão não relacionou o camisa nove para o duelo contra o Liverpool no último domingo para que o atleta não fosse uma distração na preparação para o confronto.

ARREPENDIMENTO E REINTEGRAÇÃO
Por conta de todos os problemas causados, o belga foi duramente criticado por comentaristas na Inglaterra . Graeme Souness, que teve passagem por Liverpool e Tottenham, disse que o atleta havia sido "desrespeitoso com o clube e com os companheiros de elenco.

​Após a partida entre Chelsea e Liverpool que terminou empatada em 2 a 2, Thomas Tuchel garantiu que iria ter uma conversa com Lukaku na última segunda-feira. Na terça-feira, o comandante do Chelsea garantiu que o atacante demonstrou estar arrependido com relação as declarações e afirmou que o atacante pediu desculpas por conta dos transtornos causados.

Na última terça-feira, o centroavante fez um pedido de desculpas público direcionado aos torcedores dos Blues, ao técnico Thomas Tuchel, aos companheiros e à direção do Chelsea. O jogador busca reconquistar a confiança dos fãs e precisa dar esse pontapé no duelo contra o Tottenham, pela semifinal da Copa da Liga Inglesa, nesta quarta-feira.

Leia Também

Mbappé e Tuchel - PSG

Tuchel viveu relação de conflito com jogadores no PSG (Foto: FRANCK FIFE / AFP)

CONFLITOS NA FRANÇA E ALEMANHA
Apesar da turbulência no Chelsea, trabalhar em um ambiente tumultuado não é novidade para Thomas Tuchel. Durante o período em que esteve à frente do Paris Saint-Germain entre 2018 e 2020, o alemão não escapou de atritos com os jogadores e com dirigentes.

Segundo a imprensa francesa, o alemão não mantinha um bom relacionamento com Leonardo , diretor esportivo do PSG. Embora tenha chegado na decisão inédita pelo título da Champions League em 2020, o treinador não resistiu a pressão por conta de uma entrevista em que dizia se sentir desprestigiado no clube do Parque dos Príncipes .

Além disso, Thomas Tuchel não era tão querido entre os atletas do Paris Saint-Germain. O alemão foi alvo de descontentamento de Mbappé e Di María por conta de substituições durante jogos. E o treinador não gostou de uma festa de aniversário de Neymar por ser uma distração para os atletas, que deveriam estar focados na preparação para uma partida do Campeonato Francês.

No Borussia Dortmund, Thomas Tuchel também se desentendeu com a diretoria do clube por conta da saída de peças importantes do elenco, como Matt Hummels e Gundogan. No entanto, o motivo de sua saída de deu por enviar uma mensagem de texto para Michael Zorc , diretor esportivo aurinegro, com críticas a gestão. O comandante tinha a intenção de enviar o conteúdo para Olaf Meinking, seu empresário.

Embora o último conflito entre o alemão e Lukaku não tenha sido causado pelo comandante, o ambiente turbulento é motivo de preocupação. Devemos aguardar se essa novela contará com novos episódios e como será a resposta dada pelo centroavante: se em campo ou fora dele.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários