Da ascensão ao recomeço: Rodrigo Varanda tem nova chance de mostrar o seu valor no Corinthians
Fábio Lázaro
Da ascensão ao recomeço: Rodrigo Varanda tem nova chance de mostrar o seu valor no Corinthians


O ano de 2022 será o décimo que o atacante Rodrigo Varanda inicia no Corinthians . Porém, o atleta que na última temporada teve a chance de explodir com a camisa corintiana, entrará neste ano tendo que provar novamente o seu valor no clube do Parque São Jorge.

Jovem de 18 anos, Varanda atua pelo Timão desde os oito anos. Destaque das categorias de base, o jogador chamou a atenção da comissão técnica de Vagner Mancini, ex-treinador corintiano, e foi titular logo na primeira partida que a equipe fez na última temporada, contra o Red Bull Bragantuno, na cidade de Bragança Paulista, pela primeira rodada do último Paulistão.

No jogo seguinte, clássico contra o Palmeiras, na Neo Química Arena, e o ápice, com Rodrigo marcando o gol do empate em 2 a 2, após o Corinthians chegar a estar perdendo o Dérbi por 2 a 0 .

A partida seguinte ao confronto diante dos palmeirenses teve Varanda dando uma assistência para um gol de Mateus Vital, o primeiro da vitória corintiana por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, novamente em Itaquera .

Naquele momento Rodrigo Varanda era o xodó da Fiel Torcida, mas não demorou muito para o atacante cair de produção. Foram outros seis jogos como titular, mas sem render, e sendo substituído cada vez mais cedo, e um como reserva, mas entrando no decorrer do jogo, falando pouco mais de 10 minutos para o encerramento, no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, ainda pela primeira fase do Estadual.

A prata da casa realmente não estava vivendo um bom momento dentro das quatro linhas, mas foi o extracampo que fez com que, aos poucos, o jovem que mais teve chances em sequência no primeiro semestre de 2021, momento em que o Timão não estava no mercado e apostava na sua garotada, desaparecesse até mesmo dos relacionados com o tempo.

Situações como um registro sem máscara em uma quadra de futebol nas proximidades do local onde a filha do atacante reside, no auge da segunda onde da Covid-19 no Brasil, discussão com torcedores nas redes sociais e até mesmo exposição excessiva nas redes, até mesmo em dias que o Timão não ia bem em campo, irritaram a diretoria do Alvinegro.

O clássico contra o Peixe, no dia 25 de abril de 2021, foi o último jogo que Varanda atuou pelo time profissional do Corinthians. Depois, ele foi relacionado para outros quatro, mas sempre no banco de reservas. Apenas em uma ocasião o atleta foi inscrito para uma partida sob o comando do técnico Sylvinho, sucessor do treinador que o promoveu, Vagner Mancini.

Rodrigo Varanda, então, deixou de ser uma promessa que gerava otimismo e se tornou um problema para o Time do Povo, que resolveu negociar o atleta, que, muito por conta do seu início pelo Timão, tinha mercado. Antes, em julho, o Timão optou por renovar o contrato do jogador , que tinha validade até janeiro de 2022, e naquela época o atleta já poderia assinar pré-contrato com outro clube. A estratégia foi para que a equipe do Parque São Jorge não corresse o risco de perder um ativo, até o então valiosa, de forma gratuita.

O Red Bull Bragantino apareceu como interessado em Varanda, mas quando a negociação estava prestes a ser fechada Massa Bruta desistiu do negócio . O estafe do atleta até chegou a comunicar a diretoria corintiana que haviam propostas melhores do mercado internacional, mas elas nunca se concretizaram e o atacante foi emprestado ao São Bernardo, para a disputa da Copa Paulista , onde o Bernô foi campeão, mas Rodrigo jogou pouco, não tendo sido titular em partida alguma, entrando no decorrer dos jogos em todas as vezes que esteve em campo, e não saindo do banco de reservas em algumas ocasiões.

Varanda então voltou ao Corinthians, mas não no elenco profissional, se juntando a base e agora tendo sido inscrito para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

O momento atual será de reencontro de Rodrigo Varanda consigo mesmo, e a possibilidade de retomada de um futebol qualificado e conquista das oportunidades nas quais o jogador recebeu à galope no ano passado. Uma boa Copínha pode ser o recomeço para Rodrigo Varanda voltar a ser lembrado pela comissão técnica, ser reintegrado ao elenco profissional e reconquistar o seu espaço em um time no qual é tão identificado, como é o Corinthians.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários