Em seu app oficial, R10 relembra carreira, carinho pelo Atlético-MG e zagueiro mais difícil que enfrentou
Valinor Conteúdo
Em seu app oficial, R10 relembra carreira, carinho pelo Atlético-MG e zagueiro mais difícil que enfrentou


Em uma ativação dentro do seu aplicativo oficial, que teve como objetivo estar mais próximo dos seus fãs, Ronaldinho Gaúcho respondeu diversas perguntas enviadas por seus seguidores a respeito de sua vida e sua carreira.


Para assistir a conversa que durou cerca de 30 minutos, basta fazer o download gratuito do aplicativo oficial (Ronaldinho) que está disponível na Google Play e Apple Store.


Durante a conversa, o Bruxo relembrou diversos momentos marcantes da sua carreira, falou sobre o carinho que sente pelo Atlético-MG, time o qual conquistou a Copa Libertadores da América em 2013, e revelou que apesar de gaúcho, era fã de um carioca que brilhava nos gramados nos anos 90: o baixinho Romário.

Além disso, como de praxe, R10 também driblou perguntas capciosas, como, por exemplo, o fato de Kylian Mbappé ter skills de dribles melhores do que ele no game Fifa.


-Ele deve ter mais drible do que eu- esquivou-se R10, entre gargalhadas.


Ao longo de uma boa resenha, Ronaldinho também revelou que não foi o italiano Gattuso seu principal marcador na carreira. Na opinião do craque brasileiro, Paolo Maldini foi o zagueiro mais difícil que enfrentou.


-Enfrentei muitos zagueiros difíceis, mas o Maldini foi o mais difícil. Apesar de poder citar diversos outros que enfrentei, tenho uma admiração incrível pelo Maldini.

Ao longo de sua carreira, Ronaldinho acumulou momentos marcantes, golaços, amigos e histórias. Muitas histórias que ele relata com a mesma simplicidade que demonstra ao mencionar o que gosta de vestir no seu dia a dia: bermuda e andar descalço.


Foi nessa simplicidade que ele contou com uma naturalidade incrível sobre uma quase-transferência para o Manchester United (ING), um dos clubes mais importantes do mundo e que era comandado pelo Sir. Alex Ferguson.


-Eu tive a chance de ir para o Manchester United quando saí do PSG. Eles me procuraram, conversamos, mas acabei indo para o Barcelona, mas foi nessa época que quase fui para lá-disse.


Aproveitando o assunto Inglaterra, Ronaldinho disse que o gol em cima do país inventor do futebol não foi sorte ou casualidade. Ele garantiu que sua intenção era mesmo surpreender Seaman (goleiro inglês) e fazer o gol que acabou sendo decisivo para a classificação da Seleção Brasileira para as semifinais da Copa do Mundo da FIFA 2002 disputadas simultaneamente no Japão e na Coreia do Sul.


A Seleção Brasileira, inclusive, parece ser um grande capítulo da vida de R10.


-Romário foi meu ídolo de adolescência. Tive a sorte de jogar com ele na Seleção. Também tive sorte de estar ao lado do Ronaldo, Rivaldo, Roberto Carlos, Cafu. Foi incrível”, afirmou o camisa 10.

Para assistir toda a resenha, basta fazer o download gratuito do aplicativo oficial (Ronaldinho) que está disponível na Google Play e Apple Store.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários