Mesmo com reforços e de olho no mercado, Corinthians seguirá apostando na base em 2022
Fábio Lázaro
Mesmo com reforços e de olho no mercado, Corinthians seguirá apostando na base em 2022


As categorias de base do Corinthians foram bastante visadas nesta temporada, principalmente no primeiro semestre quando o clube não foi ao mercado e apostou nos jovens atletas para comporem o elenco no Campeonato Paulista, Copa Sul-Americana e primeiras fases da Copa do Brasil.

Ainda que o time não obtivesse êxito em campo nos primeiros seis meses de 2021, alguns jogadores foram se destacando no decorrer da temporada, principalmente após a chegada de atletas mais experientes, como Giuliano, Renato Augusto, Willian e Róger Guedes.

Para o início da temporada de 2022, a postura da diretoria corintiana é outra, de investimento em peças e monitoramento do mercado, o que não significa que a base será esquecida.

A direção do clube alvinegro ainda admite que o momento é de austeridade financeira, por isso tem apostado em atletas livres no mercado ou disponível por empréstimos, tendo agora a parceria do Grupo Taunsa para o auxílio no pagamento dos salários desses ativos. Com isso, o garimpo de jogadores mais novos será fundamental para que o Timão tenha um elenco competitivo no ano que está para iniciar.

A prioridade corintiana para a temporada é a Copa Libertadores, onde o clube iniciará diretamente na fase de grupos. Até a última temporada, o torneio continental permitiu a inscrição de 50 atletas, e os clubes brasileiros usaram e abusaram das categorias inferiores para preencher esses espaços.

O time base do Corinthians não deve ter muitas figuras jovens, com exceção do zagueiro João Victor, que retornou ao clube na última temporada, após empréstimos para a Inter de Limeira e o Atlético-GO, e se fixou como uma das principais peças do sistema defensivo corintiano. No entanto, garotos que se destacaram em 2021, como Raul Gustavo, Du Queiroz, Gabriel Pereira e Adson são vistos como opções imediatas no banco de reservas.

Outros dois nomes da base são visto como de grande possibilidade destaque em 2022: o meia Mantuan e o atacante Felipe Augusto.

O primeiro voltou a ser relacionado após um ano parado por conta de uma lesão ligamentar no joelho. O problema físico, sofrido durante um treinamento da Seleção Brasileira Sub-20, interrompeu à época um início metórico do meia, com sete jogos disputados, três deles como titular, e um gol marcado. Em seu retorno, em 2022, foram três partidas, onde duas ele entrou em campo nos minutos finais, e uma, na última rodada do Brasileirão passado, contra o Juventude, saiu do banco de reservas e atuou durante 30 minutos.

Já Felipe foi destaque no time sub-17 corintiano em 2021, que conquistou o Paulistão da categoria após oito anos. O atacante esteve no elenco principal do Corinthians no início da temporada, mas estava atrás de Cauê, destaque do sub-20, em relação a oportunidades. Contudo, com a chegada de Sylvinho ao comando técnico corintiano, no segundo semestre, o jovem chegou a ser relacionado e até entrar em campo em algumas partidas do elenco profissional, diferentemente do seu companheiro de posição, que deve deixar o clube.

Por toda a realidade de trabalho com a base do Corinthians neste ano, e as perspectivas para a próxima temporada, o clube do Parque São Jorge anunciou a lista definitiva de atletas que disputarão a Copa São Paulo de Futebol Júnior , em Janeiro, com pelo menos nove, dos 31 nomes com passagem pelo elenco profissional na última temporada, sendo eles: o goleiro Alan Gobetti; o lateral Reginaldo; o zagueiro Lucas Belezi; os meias Biro, Luís Mandaca e Matheus Araújo; e os atacantes Cauê, Felipe Augusto e Rodrigo Varanda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários