Retrospectiva LANCE!: relembre os nomes do esporte que nos deixaram em 2021
Lance!
Retrospectiva LANCE!: relembre os nomes do esporte que nos deixaram em 2021


Em 2021, o mundo do esporte foi impactado por grandes perdas em diversas modalidades. Do ex-chefe de equipe de Fórmula 1 Frank Williams aos atletas do Palmas Futebol e Regatas que morreram em um acidente aéreo , muitos fãs e amantes dos esportes foram impactados pelas mortes de nomes importantes.

> Veja como ficou a classificação final da Série A do Brasileirão 2021!

Em janeiro deste ano, o mundo do futebol nacional recebeu a notícia que quatro atletas e o presidente do Palmas Futebol e Regatas morreram após um acidente aéreo no Tocantins . O avião que transportava os jogadores o dirigente para Goiás às vésperas de uma partida da Copa Verde, vitimando todos os seis passageiros.

Estavam a bordo os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari. Além do presidente Lucas Meira e o piloto, Wagner Machado. Vitimas - Palmas Futebol e Regatas

Quatro jogadores e o presidente morreram em um acidente aéreo; o piloto também estava à bordo(Fotos: Divulgação / Caldense; Divulgação / XV de Jaú; Reprodução)

O Brasil também perdeu grandes ex-jogadores, como os ex-atacantes Cléber Arado, Brandãozinho, Zague e Nilson Borges, o Bocão, os ex-zagueiros Florindo e Lula Pereira , os ex-meias Gilmar Fubá e Barcímio Sucupira , um dos maiores ídolos do Athletico Paranaense - o ex-goleiro Ruy Scarpino e O ex-lateral Rildo , ídolo do Botafogo e do Santos. Lula Pereira - Ceará

Lula Pereira foi um dos ex-atletas que morreram em 2021 (Divulgação/SC Ceará)

O fundador e presidente do Avaí/Kindermann, Salézio Kindermann , também morreu em 2021. Vítima do Covid-19, o dirigente foi um importante personagem no avanço do futebol feminino no Brasil. Salézio Kindermann

Salézio teve diagnóstico positivo de covid no início de abril (Andrielli Zambonin/Avaí Kindermann)

+ Veja mais notícias do Fora de Campo!

Na Inglaterra , o Manchester City (ING) perdeu um de seus maiores ídolos, o ex-meia Colin Bell. No futebol italiano, o ex-zagueiro Tarcisio Burgnich, o ex-atacante Giampiero Boniperti e o ex-meia Luis del Sol também morreram em 2021.

Campeão do mundo em 1974, ídolo do Bayern de Munique e da seleção alemã Gerd Müller foi outro que morreu neste ano. O ex-atacante foi quatro vezes campeão do campeonato alemão e conquistou a Liga dos Campeões três vezes consecutivas. Gerd Müller

Gerd morreu aos 75 anos em agosto de 2021 (Foto: Reprodução)

No automobilismo , a Fórmula 1 parou em novembro com a morte de Frank Williams , fundador da equipe Williams que ainda corre no campeonato. A modalidade também perdeu o ex-presidente da Fia e ex-piloto Max Mosley. No Brasil, o ex-piloto de kart, Fórmula 3 e Fórmula Indy André Ribeiro foi vítima de câncer em maio deste ano.

Leia Também

Frank Williams, da F1

Frank fundou a equipe Willians, da Fórmula 1 (Foto: Reprodução/Formula1)

No mundo olímpico , morreram os boxers cubano Orlando Martínez, que conquistou o ouro nos Jogos de Munique em 1972, e o americano Leon Spinks, campeão nos Jogos de Montreal em 1976. No dia 21 de dezembro, morreu o atleta olímpico Ian Matos , aos 32 anos, no Rio de Janeiro.

O judoca alemão Dietmar Lorenz, ouro em Moscou em 1980, a lançadora soviética Tamara Press, tricampeã nos Jogos de Roma em 1960 e Tóquio em 1964, o velocista americano Lee Evans, ouro na Cidade do México em 1968, e a remadora canadense Kathleen Joan Heddle, tricampeã olímpica em 1992 em Barcelona e 1996 em Atlanta, também faleceram em 2021. Ian Matos - Fluminense

Ian Matos disputou os Jogos Olímpicos do Rio em 2016 (Foto: Divulgação)

O basquete também ficou de luto com as mortes do ídolo dos Lakers Elgin Baylor aos 86 anos e da campeã mundial com a Seleção Brasileira em 1994 Ruth de Souza , vítima da Covid-19. Ruth de Souza era técnica em Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação)

Ruth de Souza era técnica no Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação)

No tênis , o espanhol Manuel Santana, campeão de cinco títulos de Grand Slam e vencedor na Olimpíada de 1968, o americano Tony Trabert, dez vezes campeão de Grand Slam, e o também americano Budge Patty, tetracampeão de Grand Slam, faleceram durante 2021.

O jornalismo esportivo também teve perdas durante o ano. Adão Nereu , ex-apresentador do 'Globo Esporte'; Max Marques , ex- LANCE! e jornal O Globo, Januário de Oliveira , narrador na Band e na TV Manchete, e Fernando Caetano , que teve passagens pela Fox Sports e ESPN, foram alguns dos que morreram em 2021.
Adão Nereu

Adão Nereu foi vítima da Covid-19 (Reprodução/Facebook)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários