Faixa-preta de Jiu-Jitsu que se recuperou de grave acidente faz planos para 2022: “quero competir bastante”
Lance!
Faixa-preta de Jiu-Jitsu que se recuperou de grave acidente faz planos para 2022: “quero competir bastante”


Faixa-preta de Jiu-Jitsu da academia de Zé Mário Sperry no Rio Grande do Sul, Rafael Negretty é sinônimo de superação e resiliência. O atleta, que em abril de 2013 sofreu um grave acidente de moto em sua cidade natal que quase o deixou paraplégico, deu a volta por cima quando os médicos davam apenas 8% de chance dele voltar a andar. De volta a sua rotina um ano após fraturar quatro vértebras no acidente, o gaúcho vem correndo atrás para recuperar o tempo perdido, especialmente no MMA, modalidade em que fez a sua estreia este ano. Para 2022, ele já tem agendado uma luta de MMA no dia 22 de janeiro em Barra Velha, Santa Catarina, e um combate de Submission no dia 12 de fevereiro em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

“Continuo minha preparação para 2022. Acredito que estou atingindo a forma física perfeita para alcançar bons resultados. Treino cinco dias por semana, três vezes ao dia. Conto com a ajuda de ótimos profissionais e com o melhor material disponível no mercado para que eu possa ter a melhor preparação possível. Tudo isso é um prazer poder fazer depois que quase fiquei paraplégico. Todo dia pra mim é um novo dia, um novo recomeço. Quero competir bastante e por isso estou me empenhando bastante”, disse Negretty, que fez questão de agradecer quem o ajuda nessa longa caminhada de recuperação e preparação para os seus desafios.

“Nunca esqueço do meu começo, pois acredito que somos forjados ao longo da jornada. Quero agradecer imensamente ao meu preparador físico Luiz Francisco Maggi, amigo e colega de faculdade que procurei para me auxiliar, meu treinador de Boxe e MMA Dionatan Pacheco e o de Jiu-Jitsu Gustavo Silvestro (Mário Sperry). Além deles, que me ajudam na parte física e técnica, não posso deixar de agradecer a minha assessora Taiane Lermen, responsável por agendar as minhas palestras onde conto a minha história de superação, e dos meus patrocinadores Montebello, RMS, Kallango e KTO”, concluiu o casca-grossa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários