Retrospectiva LANCE!: ataque tem Fred como artilheiro e crescimento de jovens da base no Fluminense
Lance!
Retrospectiva LANCE!: ataque tem Fred como artilheiro e crescimento de jovens da base no Fluminense


Com o fim do ano de 2021, o LANCE! trará diariamente nesta semana a retrospectiva do Fluminense , relembrando o desempenho do plantel da equipe alvinegra em todas as posições. Depois dos goleiros , da defesa e do meio-campo , chegou a vez dos atacantes, que tiveram meses complicados e de muitas trocas. O ídolo Fred liderou estatísticas, enquanto Luiz Henrique se consolidou e Caio Paulista foi do céu ao inferno.

Nem na última temporada e nem na atual o Fluminense teve muito sucesso na hora de encontrar as opções para o ataque. Quem foi titular praticamente todas as vezes em que esteve disponível foi Fred. Depois de enfrentar alguns problemas para ter sequência, o jogador foi importante no final do Brasileirão passado e ainda mais na Libertadores. Ele sentiu o desgaste na reta final, mas saiu como artilheiro do time.

Com relação aos garotos da base, Marcos Paulo decidiu não renovar com o Tricolor e acabou não sendo utilizado nos últimos meses de contrato. Ele saiu em julho . Já Luiz Henrique chegou a ser barrado, mas se superou e virou peça fundamental para a classificação novamente à Libertadores. O jovem chega como uma das esperanças para a equipe.

John Kennedy enfrentou dificuldades depois de ter Covid-19 e demorou até voltar ao time principal. Depois de pegar novamente ritmo no Sub-20 , o garoto recebeu a confiança de Marcão e atuou na reta final desta temporada, indo bem. No caso de Gabriel Teixeira, ele foi lançado já com Roger Machado e logo ganhou a vaga de titular. Entretanto, a queda de rendimento e as constantes lesões o tiraram dos momentos decisivos.

Vendido para o Manchester City no começo de 2021, Kayky apareceu bem e virou titular, mas viu o crescimento de Caio Paulista tirar seu espaço. Ele acabou indo mais cedo para o clube inglês. Já o atacante que foi muito contestado na última temporada, mas acabou renovando mesmo assim, teve um ótimo rendimento depois da chegada de Roger Machado, mas sofreu uma lesão e nunca voltou a aparecer bem. Caio foi comprado em definitivo pelo Tricolor.

Com relação a reforços, ainda na temporada passada, Fernando Pacheco e Michel Araújo acabaram emprestados em maio por perderem espaço. Felippe Cardoso não agradou e deixou o clube. Wellington Silva também rescindiu e foi para o Japão . Já Lucca permaneceu e segue sem conseguir convencer a torcida, apesar de ser um homem de confiança de Marcão, que utilizou bastante o jogador nas duas últimas passagens.

Nesta temporada, Raul Bobadilla e Abel Hernández foram as apostas do Tricolor e cada um deles viveu um período de bons momentos, mas ambos foram irregulares e alternaram nas oportunidades. Com contrato apenas até dezembro, os jogadores estão tendo as situações avaliadas, mas devem sair.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários