Hipnólogo Rafael Barreiros explica como a hipnose pode ajudar lutadores de MMA
Lance!
Hipnólogo Rafael Barreiros explica como a hipnose pode ajudar lutadores de MMA


Além dos treinos específicos e da preparação física, outra grande aliada dos lutadores de MMA pode ser a hipnose. De acordo com o hipnólogo Rafael Barreiros, a prática pode ajudar os atletas a ativarem um “combustível” a mais durante os combates ou mesmo antes deles.

Segundo Rafael Barreiros, a hipnose é capaz de condicionar a mente dos lutadores para, ao fazerem determinado gesto - como uma batida de palmas -, possam se motivar. Além disso, o hipnólogo relata que a música tradicionalmente tocada antes dos atletas entrarem no cage também pode ter um propósito diferenciado.

“O primeiro passo a ser feito com um atleta é deixá-lo bem consigo mesmo, com as suas emoções. Depois que nós alinhamos aquelas emoções tóxicas do passado, que gera qualquer tipo de medo, ansiedade e insegurança, partimos para os outros benefícios da hipnose. Nesse momento começamos a potencializar aquilo que o atleta já faz com maestria. Utilizo uma ferramenta muito poderosa, que chamamos de âncora, que é quando eu atribuo uma condição emocional a um gesto ou a uma música”, explica o hipnólogo.

“Todas as vezes que o atleta escuta determinada música, o corpo dele imediatamente dispara adrenalina, cortisol, sensações de euforia (fazemos esse condicionamento dentro da nossa sessão). Esse tipo de trabalho é feito com determinada música que o atleta escuta antes de entrar na competição. Assim, o atleta já se sente mais preparado que o adversário logo no início do jogo. Outro tipo de âncora é através do gesto! Em algum momento, esse atleta já está cansado e faz um gesto (que já foi instalado dentro da sessão comigo), esse gesto, na mesma hora, dá um combustível a mais pra ele se manter na luta, como uma explosão de adrenalina”, completa.

Tradicionalmente, filmes costumam relatar a prática da hipnose ao mostrar pessoas “saindo de si” após a aplicação do método. De acordo com Rafael, esse tipo de material distorce o verdadeiro sentido do seu trabalho.

“A ideia de que hipnose altera o estado de consciência, afasta as pessoas dos benefícios da hipnose. Essa ideia foi construída por filmes, que de forma alguma realmente entendem o que é hipnose. Hipnose não precisa de nenhum estado alterado da consciência para acontecer! Hoje, com o avanço da neurociência, conseguimos compreender que hipnose está mais para comportamento do que para estado. Se é um comportamento, então, é pra todo mundo e também não tem perigo algum”, relata. Questionado se o uso do relógio de bolso - costumeiramente visto em filmes - é comum nas sessões, Barreiros ressalta: “Podemos sim utilizar, mas acaba sendo uma técnica bem ultrapassada”.

O medo é um sentimento comum entre atletas de esportes que envolvem risco, como os de combate. Tal sentimento costumeiramente pode atrapalhar os lutadores, mas, de acordo com Rafael, caso o praticante de artes marciais mistas saiba canalizar essa limitação, o resultado pode ser surpreendente.

“O cérebro gasta muita energia quando está com medo, porque ele fica em uma situação de lutar ou fugir. A hipnose fará com que o atleta se mantenha em alerta, mas irá impulsionar toda essa energia de medo (a parte tóxica) inteiramente para a sua performance na luta. Adrenalina e medo têm a mesma resposta física! Saber direcionar para onde é necessário e se deseja é a cereja do bolo de um atleta de alta performance”, conclui o hipnólogo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários