Wesley Moraes sobre o Palmeiras: ‘Todo jogador quer jogar em clubes organizados, vencedores e com estrutura’
LANCE!/NOSSO PALESTRA
Wesley Moraes sobre o Palmeiras: ‘Todo jogador quer jogar em clubes organizados, vencedores e com estrutura’


O atacante Wesley Moraes deve rescindir o contrato de empréstimo com o Clube Brugge-BEL nos próximos dias e o desejo do atleta, que pertence ao Aston Villa-ING, é um retorno de empréstimo ao futebol brasileiro.

O Palmeiras avalia a condição física dele, uma vez que Wesley passou por uma cirurgia nos ligamentos do joelho direito no ano passado, e adota cautela quanto ao negócio. Além do Alviverde, São Paulo e Internacional manifestaram o desejo de contar com o centroavante em 2022. Ciente da concorrência, ele explicou o motivo pelo qual escolheria o Maior Campeão do Brasil, caso tivesse o poder de decisão sobre o futuro.

– O Palmeiras hoje é o melhor time da América. Uma estrutura europeia de trabalho, disputa títulos e tem um elenco de muita qualidade. Todo jogador quer jogar em clubes organizados, vencedores e com estrutura – disse Wesley Moraes, em entrevista ao NOSSO PALESTRA.

O primeiro filho do atacante nasceu na última sexta-feira e a família também está disposta a passar uma temporada no futebol brasileiro. A possibilidade de chegar e disputar o Mundial de Clubes também anima o atleta, que já enfrentou Chelsea, possível rival em uma final do torneio, quando atuou na Premier League.

– Seria muito bacana. E também uma responsabilidade muito grande. Disputar um Mundial de Clubes por uma equipe do tamanho do Palmeiras é desafiador. O Chelsea é uma equipe que valoriza muito a posse de bola. Tem um ataque letal. Eles jogam na vertical e levam poucos gols. Numa partida como essa a oportunidade que o adversário tem se fazer gols precisa fazer – avalia o jogador do Brugge.

Convocado pelo técnico Tite para a Seleção Brasileira, em 2019, Wesley sabe que um retorno ao futebol brasileiro é uma boa vitrine para ter uma nova oportunidade, ainda mais em um ano de Copa do Mundo.

– Acredito que sim. Mas o meu pensamento nesse momento é jogar o meu futebol, voltar a fazer bons jogos e a seleção vem com o tempo – completa o atacante, explicando quais qualidades ganhou ao atuar na Europa, especialmente no futebol inglês, um dos principais centros do Velho Continente:

– Eu aprendi muito na Europa. Aprendi a jogar sem a bola, a ter uma leitura melhor do jogo. A gente vai amadurecendo.

O Palmeiras já contratou dois reforços para a próxima temporada: o volante Eduard Atuesta e o goleiro Marcelo Lomba. Rafael Navarro, atacante do Botafogo, chegou a São Paulo nesta terça-feira (21) para exames médicos e deve ser o terceiro nome a ser anunciado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários