Retrospectiva LANCE: como foi o ano da defesa do Atlético-MG
Anderson Gonçalves-Valinor Conteúdo
Retrospectiva LANCE: como foi o ano da defesa do Atlético-MG


Elogiar a defesa do Atlético-MG é algo necessário para se entender a grande campanha do time no ano de 2021, que culminou na conquista de três títulos: Mineiro, Copa do Brasil e Brasileiro.

Junior Alonso, Nathan Silva, Guilherme Arana, Guga, Dodô, Mariano, Réver e Igor Rabello formaram, entre titulares e suplentes, um sistema defensivo forte, técnico e que jogava para a segurança da meta alvinegra e ainda colaboravam na construção de jogadas.
Exemplo de como os jogadores do setor entendiam bem o jogo é Guilherme Arana. O lateral teve um ano especial, sendo o melhor da posição no país, convocado para a Seleção principal e campeão olímpico em Tóquio, sendo um dos destaques do time.

Júnior Alonso e Nathan Silva, que foi buscado por Cuca no Atlético-GO, resolveu o problema de velocidade da zaga, equilibrando com o paraguaio a defesa atleticana.

O Galo fechou o ano com a melhor defesa do futebol brasileiro ficando sempre com baixa média de gols no Mineiro, Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil

Confira como foi o desempenho da defesa alvinegra no ano de 2021

Jogos do Galo no ano: 75 partidas disputadas
Gols sofridos: 52
Gols marcados pelo Galo: 136
Média de gols sofridos: 1,44 gol por jogo

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários