Benja critica mudança de estatuto do São Paulo: 'Semelhante ao que faz a Coreia do Norte'
Lance!
Benja critica mudança de estatuto do São Paulo: 'Semelhante ao que faz a Coreia do Norte'


O apresentador Benjamin Back, do SBT, reagiu em duas publicações em suas redes sociais a mudança de estatuto do São Paulo promovida em votação do Conselho Deliberativo , que aprovou a possibilidade de reeleição presidencial no clube e rejeitou a diminuição no número do seu quadro de conselheiros de 260 para 200 membros.

Em vídeo, Benjamin Back afirmou que a mudança lembrava a regimes ditatoriais. Ele já havia tido a mesma reação ao compartilhar com os seguidores uma foto em que mostrava as mudanças no estatuto.

- O São Paulo fazia uma votação para mudar o estatuto , algo semelhante ao que faz a Coreia do Norte, Venezuela. O que fizeram com o São Paulo foi uma vergonha, uma atrocidade. O São Paulo sempre foi um clube de vanguarda, de dirigentes de nível altíssimo. O São Paulo não pode fazer o que fizeram no estatuto. E o torcedor vai pagar o pato por isso - disse Benja.

A aprovação da reeleição abriu caminho para a permanência de Julio Casares para um segundo mandato. O dirigente foi eleito presidente em dezembro do ano passado para ocupar o cargo até o fim de 2023, sendo que o estatuto vigente, cujas mudanças agora foram votadas pelos conselheiros, não permitia que ele fosse mantido no posto para um segundo período à frente do clube.

No pleito para esta proposta, 146 votaram a favor da reeleição, 83 contra e houve duas abstenções. Já em relação à possível redução no número de conselheiros do clube, 121 foram contrários a esta ideia, 90 favoráveis e outros 20 membros deste órgão tricolor acabaram não participando desta votação.

Vale destacar, porém, que a votação de uma outra proposta aprovou o aumento do tempo de mandato dos conselheiros para seis anos, e isso ocorrendo sem um limite de prazo para reeleição dos membros. Nesta votação, 132 foram favoráveis, 83 se manifestaram contra e houve 16 abstenções.

A maioria das 24 propostas colocadas em votação foi aprovada e 231 dos 254 membros do Conselho Deliberativo do Tricolor participaram deste pleito. Assim, 23 pessoas acabaram ficando fora deste processo, que ocorreu em reunião online em meio às restrições impostas pela pandemia da Covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários