O ano mágico de Hulk: como o atacante foi determinante para os títulos do Atlético-MG
Marcellus Madureira-Valinor Conteúdo
O ano mágico de Hulk: como o atacante foi determinante para os títulos do Atlético-MG


O Atlético-MG conquistou tudo em 2021. E um dos personagens mais importantes deste impressionante capítulo da história do clube é Hulk. O atacante foi o jogador mais importante do Galo na temporada. E o início não foi tão fácil quanto se esperava.

Hulk foi anunciado pelo Atlético em janeiro de 2021. Com pompa e muito marketing, o atleta chegou recheado de expectativa. As comparações com Ronaldinho Gaúcho eram comuns, devido a grandeza do atleta contratado.

O início de Hulk não foi fácil em Belo Horizonte. Os primeiros dias, quando Cuca ainda não era o treinador, foram de titularidade no Campeonato Mineiro. No entanto, após a chegada do comandante alvinegro, Hulk passou a não ter vida fácil. Conviveu com a reserva e poucos minutos em campo.

Isso durou até o jogo contra o Athletic, pelo Campeonato Mineiro, quando Hulk foi aos microfones dos repórteres e disse que precisava de mais minutos em campo. Ele foi atendido no jogo seguinte, pela Copa Libertadores, e deu resultado.

Desde então a fase do atacante foi apenas de crescimento. Hulk virou o principal jogador do Atlético em qualquer competição, cresceu, ganhou prestígio com os torcedores e se transformou no homem-gol atleticano.

Na temporada que finaliza agora, com o título da Copa do Brasil, Hulk tem 68 jogos e 36 gols. São oito tentos pela Copa do Brasil, sete pela Copa Libertadores e 19 pelo Brasileirão.

O momento ímpar faz o jogador terminar ainda com a artilharia dos torneios nacionais: na Copa do Brasil sendo o principal goleador e no Brasileirão sendo o líder de gols marcados com 19 tentos. Vale ressaltar ainda que Hulk terminou a Libertadores sendo o vice-artilheiro com sete gols anotados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários