Sem terra arrasada ou 'já ganhou': Athletico-PR e Atlético-MG pregam cautela na volta da Copa do Brasil
Luiza Sá
Sem terra arrasada ou 'já ganhou': Athletico-PR e Atlético-MG pregam cautela na volta da Copa do Brasil


O Atlético-MG fez a maior goleada da história das finais da Copa do Brasil ao bater o Athletico-PR por 4 a 0 no primeiro jogo da decisão , no Mineirão. Apesar disso, não há clima de oba oba de um lado e nem de terra arrasada do outro. Nesta quarta-feira, às 21h30, na Arena da Baixada, as duas equipes entram em campo focadas apenas em vencer para faturar o bicampeonato da competição e encerrar a temporada com chave de ouro.

Pelo lado do Furacão, há a consciência de que a missão é complicada, mas o discurso é sobre evitar jogar a toalha e focar em ganhar, mais até do que apenas falar sobre o placar. Para ser campeão, o Athletico precisa ganhar por cinco gols de diferença e, caso vença por quatro, o confronto vai aos pênaltis. O grande diferencial pode ser a Arena da Baixada, que estará lotada e terá um mosaico especial.

Na atual temporada, o time teve 20 vitórias como mandante, nove empates e apenas oito derrotas, um aproveitamento bem diferente do que foi como visitante. Longe da Arena, o Athletico somou 14 triunfos, cinco empates e foi derrotado 18 vezes.

Há também a tensão por conta da arbitragem. O sentimento foi que o Athletico já entrou nervoso na primeira partida, até por conta das faltas cometidas e reclamações. Entretanto, as críticas por parte do técnico Alberto Valentim e do zagueiro Pedro Henrique certamente vão fazer com que o Furacão entre pilhado.

Já pelo Atlético-MG o clima é mais leve, não só pela bela vantagem como também pela confiança que o elenco tem ao longo da temporada. A conquista do título brasileiro deu mais leveza ao Galo, mas ainda assim o clube evita dar qualquer indício de "já ganhou". O técnico Cuca tratou como um confronto difícil , assim como os jogadores nas entrevistas pós-partida.

A ideia é entrar em campo para vencer e, assim, carimbar sem qualquer dúvida o título. Vale lembrar que o Athletico venceu por quatro gols de diferença apenas uma vez na temporada, enquanto o Galo não é superado por esse número de gols há mais de seis anos. A última vez foi um 4 a 0 para o Santos em 16 de setembro de 2015, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nas nove derrotas da temporada, somente uma (novamente contra o Santos, por 2 a 0), foi por mais de um gol de diferença.

Depois do 4 a 0 na ida, as duas equipes encerram suas vitoriosas temporadas nesta noite, às 21h30, na Arena da Baixada. O Athletico-PR, campeão da Sul-Americana, tenta um milagre. O Atlético-MG, que levantou o Brasileirão e o Mineiro, quer a tríplice coroa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários