Preparador físico cita importância da base no Jiu-Jitsu
TATAME
Preparador físico cita importância da base no Jiu-Jitsu


* Em 2019, fui contatado para trabalhar com a atleta Keanna Klay (anotem esse nome), da equipe Gracie Barra Atlanta, até então com 15 anos de idade. Montamos um calendário de treinos a princípio para três vezes na semana e o objetivo era preparar o corpo (principalmente as articulações) para o calendário competitivo do ano seguinte.

Durante esse período fizemos um trabalho muito bem elaborado e organizado. Chegamos a disputar alguns campeonatos com bons resultados, mas aí veio a pandemia e o “lockdown”.

Desistir não era uma opção e adaptamos o treinamento da melhor forma possível. Passamos para quatro dias na semana e fomos trabalhando até a reabertura das academias, para logo em seguida voltar às competições. Somente o fato de ela se manter treinada e ativa fez toda a diferença na volta, e eu destacaria também o foco da Keanna. Muitos atletas desmotivaram por não terem datas de competições, mas já se sabia que elas iriam retornar em algum momento e depois os atletas deveriam correr atrás do “tempo perdido”.

Os torneios foram voltando em 2020 e fizemos alguns “eventos testes” para, realmente, nos prepararmos para o calendário da IBJJF de 2021. Focamos na principais competições do ano e o resultado da Keanna foi fenomenal:

• Campeã peso e absoluto no Pan-Americano
• Campeã peso e absoluto no Pan-Americano No-Gi
• Campeã do peso no American National
• Campeã do peso no Mundial No-Gi
• Campeã do peso no Mundial de Jiu-Jitsu

Além dos títulos citados, ela ainda faturou diversas outras medalhas nos Opens da IBJJF. Essa é a diferença quando existe planejamento, além da atleta disciplinada e com vontade de vencer.

Sua mãe também desempenhou um papel fundamental no processo, pois além de ser faixa-preta, o que já facilita muito as coisas, ela sempre acreditou e confiou no trabalho a longo prazo e em tudo que é necessário para obter o resultado desejado.

Agora nós vamos traçar novas metas para 2022, como a estreia no adulto, vindo com muita responsabilidade e uma base sólida que vem sendo construída sem pressa, sabendo a importância de uma equipe multidisciplinar.

* Por Ítallo Vilardo, preparador físico especializado em lutas

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários