Reformulação Profunda: contratações de 2021 dominam a barca do Vasco para a próxima temporada
Lance!
Reformulação Profunda: contratações de 2021 dominam a barca do Vasco para a próxima temporada


O Vasco teve um ano para esquecer em que tudo deu errado e culminou na permanência na Série B. Com isso, o clube segue no processo de reformulação de seu elenco para a próxima temporada. Contudo, um detalhe chama a atenção. Dos dez jogadores dispensados, oito fizeram parte do pacote de contratações de 2021 feitas pelo então diretor executivo Alexandre Pássaro.

A tendência é que o técnico Zé Ricardo chegue nesta semana ao Rio de Janeiro. O clube ainda não anunciou reforços para 2022, mas segue mapeando o mercado com os profissionais do Departamento de Futebol e da comissão técnica permanente. O novo gerente geral Carlos Brazil ao lado do treinador passaram a também atuar nesse processo.

+ Confira a classificação final da Série B do Campeonato Brasileiro

Em meio à reformulação, os contratados de 2021 lideram a lista de saídas. O pacote engloba quase todos os setores do campo e teve início antes mesmo do término da Série B. Vale lembrar que Andrey, Léo Jabá, Zeca e Walber tiveram suas férias antecipadas restando ainda três rodadas para o fim da competição.

Em seguida, o volante Michel e o zagueiro Ernando, contratados por Alexandre Pássaro, também deixaram o clube. Na semana seguinte, o volante Romulo e o atacante Morato, que não corresponderam em campo, tiveram o mesmo destino. Nesta segunda, Marquinhos Gabriel foi mais uma contratação de 2021 a ter sua saída confirmada.

Na barca, apenas Andrey e Germán Cano não fazem parte dos 'reforços' deste ano. O primeiro, da base do clube, não renovou contrato após 17 anos entrando em campo com a Cruz de Malta no peito. O segundo tornou-se protagonista ao ser o artilheiro do time nas duas últimas temporadas, mas caiu de rendimento e não acertou a renovação.

+ Posições: contratações para as pontas do Vasco não correspondem, e jovem começa bem, mas oscila em 2021

Essa análise mostra que o planejamento para 2021 não foi bem aplicado. Muitos jogadores não faziam uma boa temporada há algum tempo e não tinham o perfil da Série B. Um campeonato mais intenso, físico e de muita marcação. Fora isso, houve um desequilíbrio nos setores, não tendo peça de reposição para seus principais atletas.

Dos contratado deste ano, sobraram o goleiro Vanderlei, que tem contrato até dia 31 e foi bastante questionado, e o atacante Daniel Amorim, que encerra contato empréstimo junto ao Tombense neste mês. Além deles, o equatoriano Jhon Sánchez, que teve poucas chances, e Nenê, único que teve algum brilho, também ainda seguem no clube.

+ Com negativa de Juninho, Vasco chega a um mês sem diretor de futebol

O camisa 77 foi a única contratação que agradou a torcida e deu alguma resposta em campo, mesmo chegando na reta final. Velho conhecido, ele tende a ser a referência técnica desse novo elenco e disse que seguirá até o clube voltar à Série A. A reformulação tem sido profunda e resta ao Vasco ser certeiro no mercado para construir um elenco mais forte dentro das limitações financeiras que o clube enfrenta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários