Aaron Rodgers comanda reação no segundo tempo e o Green Bay Packers amassa o Chicago Bears
Lance!
Aaron Rodgers comanda reação no segundo tempo e o Green Bay Packers amassa o Chicago Bears


Quem ficou acordado até a madrugada desta segunda-feira (13) foi testemunha de uma reviravolta sensacional do Green Bay Packers sobre o Chicago Bears, no confronto reservado para encerrar os jogos deste domingo (12), valendo pela semana 14 da NFL. Se no halftime o placar mostrava 27 a 21 para os Bears, os Packers trataram de passar o trator literalmente sobre o rival da NFC North, vencer por 45 a 30 e imprimir, mais uma vez, o selo de freguesia no rival divisional de Illinois, derrotada em 22 vezes por Aaron Rodgers, em um total de 27 partidas.

A vitória serviu para manter o Green Bay Packers no topo da NFC North, com dez triunfos e quatro derrotas, atrás apenas do Arizona Cardinals e o Tampa Bay Buccaneers na Conferência Nacional. Já o Chicago Bears só fica à frente do Detroit Lions na mesma divisão.

Aaron Rodgers terminou o clássico com quatro touchdowns lançados, 341 jardas pelo ar e 29/37 passes completados. Davante Adams e Aaron Jones também foram decisivos para a vitória sobre os Bears ao marcarem dois TDs, cada.

O JOGO

Quem esperava uma vitória fácil do Green Bay Packers ficou atônito com a postura do Chicago Bears no clássico da NFC North, no Lambeau Field. Mesmo no ambiente hostil, os Bears foram bastante efetivos em suas campanhas e lideraram o primeiro tempo na maior parte, com dois field goals de Cairo Santos, dois touchdowns longos conectados por Justin Fields para Jakeem Grant e Damiere Byrd, além do primeiro TD de retorno de punt da temporada, marcado pelo pŕoprio Grant, em uma jogada sensacional de 97 jardas que entrou para a história do Chicago Bears como a mais longa do tipo.

Tendo que correr atrás do adversário, o Green Bay Packers demorou a entrar na partida, mas foi bastante efetivo quando o fez, sobretudo no segundo quarto, quando Aaron Rodgers lançou dois TDs, Rasul Douglas interceptou Fields e só foi parar na endzone do tradicional rival. Entretanto, o desempenho foi insuficiente para evitar a derrota parcial por 27 a 21 depois de dois quartos decorridos.

Já no segundo tempo, toda a narrativa que apontava para a superioridade do Green Bay Packers se confirmou. Letárgico, o ataque comandado por Justin Fields já não tinha vida fácil e a defesa dos Bears foi vendo a ofensiva de Aaron Rodgers avançar, avançar e colocar pontos no placar. Apenas no terceiro quarto, os Packers marcaram dois touchdowns com Aaron Jones; o primeiro através de uma corrida curta e o segundo depois da conexão estabelecida por Rodgers com seu running back em uma campanha que começou depois de um fumble perdido pelo quarterback da franquia visitante. Teve também um field goal de Mason Crosby que ajudou a acabar com a vantagem estabelecida pelo Chicago Bears no primeiro tempo e colocar os Packers na dianteira da partida por 38 a 27.

Para não deixar dúvidas sobre o massacre sobre o Chicago Bears, o Green Bay Packers ainda viu Aaron Rodgers comandar uma campanha de 14 jogadas, consumir mais de oito minutos no relógio e só terminar no TD de Davante Adams. Ainda daria tempo para Cairo Santos confirmar mais um FG para os Bears e, finalmente, encerrar uma campanha no segundo tempo que tenha terminado com a marcação de pontos, apesar de ter sido inútil para mudar o destino do Chicago Bears no jogo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários