Feliz ano novo? Vasco, até agora, tem embarque gradual na barca e poucos desembarques em São Januário
Felippe Rocha
Feliz ano novo? Vasco, até agora, tem embarque gradual na barca e poucos desembarques em São Januário


O fato é: a anunciada reformulação no departamento de futebol do Vasco está caminhando a passos mais lentos do que todos gostariam: o clube e a torcida. Muita coisa precisaria acontecer e o processo não dependeria somente das vontades e possibilidades do Cruz-Maltino. Mesmo assim, a reorganização do time que já falhou clamorosamente em 2021 parece atrasada.

Atrasada não em relação aos concorrentes no Campeonato Carioca, que novamente passará longe de ser prioridade, mas para a estruturação do time de olho na próxima Série B do Campeonato Brasileiro. Nenhum jogador, por exemplo, foi contratado até agora.

Mas isso é até natural considerando que o clube está há mais de mês sem um diretor de futebol. Quem faz as vezes, por ora, é Carlos Brazil, que retornou ao Vasco na última quarta-feira. Ele e o técnico Zé Ricardo - este anunciado no sábado da semana passada - vêm avaliando possíveis contratações e saídas. Também estão encaminhados outros profissionais para a comissão técnica.

Já a barca vascaína tinha alguns nomes óbvios, outros prováveis e outras ainda deverão acontecer, mas poucas decisões fariam sentido de serem tomadas a poucas mãos. Como os cargos de comando foram - e ainda estão sendo - preenchidos aos poucos, nove jogadores e o técnico interino do time foram dispensados. O embarque foi sendo aos poucos. E o número deverá aumentar.

Deixaram o Vasco o técnico Fabio Cortez, profissional da comissão permanente que comandou o time na reta final da temporada, e os seguintes jogadores: Ernando, Walber, Zeca, Michel, Andrey, Romulo, Morato , Léo Jabá e Cano.

-> Confira a classificação final da Série B do Campeonato Brasileiro

Devido ao tamanho do fracasso, jogadores com contrato engatilhado, como Vanderlei e Léo Matos, e outros com contrato por pelo menos mais uma temporada, o exemplo expoente é Leandro Castan, também podem deixar o clube. Mas tudo está em fase de conversa e avaliação, inclusive alguns, como Daniel Amorim, que esteve no clube por empréstimo e pode continuar.

Por diferentes motivos, os diretores desejados não acertaram com o Vasco. A atenção, agora, se volta também para o mercado de jogadores. Também correndo contra o tempo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários