Sylvinho admite desgaste de atletas do Corinthians, mas não quer poupar time e projeta Willian como titular
Rafael Franco
Sylvinho admite desgaste de atletas do Corinthians, mas não quer poupar time e projeta Willian como titular


O Corinthians foi a campo na última quinta-feira à noite, no Castelão, com duas surpresas em sua escalação . Fábio Santos e Renato Augusto, que eram tidos como titulares certos para o jogo contra o Ceará, iniciaram entre os reservas e foram substituídos por Lucas Piton e Luan após darem sinais de desgaste físico nesta reta final do Brasileirão. O meio-campista ainda entrou no segundo tempo no Castelão, mas o lateral-esquerdo sequer foi utilizado no confronto em que o Timão acabou sendo derrotado por 2 a 1 em Fortaleza.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians


E depois de o time viajar até a capital cearense e depois voltar, em percursos longos que também colaboram para que a equipe fique ainda mais cansada, o treinador agora vai preparar o Alvinegro para enfrentar o Athletico-PR, neste domingo, às 16h, na Neo Química Arena, pela 36ª rodada do Brasileirão.

E ao projetar o duelo, o antepenúltimo do Timão no torneio, o comandante deixou claro que não pretende poupar atletas e quer usar o melhor material humano à disposição para conquistar a oitava vitória seguida como mandante e dar um novo passo para garantir vaga na fase de grupos da Libertadores.

- A palavra poupar eu não estou muito de acordo com ela. Nós potencializamos o time, os atletas, o campeonato é duro, as viagens são longas. Tem jogo a cada três ou quatro dias. Isso causa um desgaste grande nos atletas, de maneira que aqueles que se mostram bem recuperados e em condição temos colocado em campo, porque queremos os pontos. Trabalhamos em cima de performance e rendimento, às vezes um ou outro acaba não chegando. Mas a palavra poupar, não. Entramos com o que temos de melhor naquele momento, gerindo todas essas circunstâncias - ressaltou o treinador em entrevista coletiva no Castelão.

Utilizado apenas no decorrer do segundo tempo da partida contra o Ceará, Renato Augusto vinha de uma grande atuação contra o Santos, mas o grande esforço físico que fez para brilhar na vitória por 2 a 0 no clássico cobrou o seu preço. Sylvinho revelou que o experiente jogador de 33 anos não conseguiu se recuperar a tempo para poder ser escalado desde o início nesta quinta-feira.

- Renato vinha de 13 ou 14 jogos seguidos, sinalizou um cansaço grande pós-Santos, a recuperação não foi total. Não tinha condição de iniciar o jogo. Veio, esteve conosco, nos ajudou 30 minutos. Iniciar é uma coisa, jogar 30 minutos é outra - enfatizou o comandante, que escolheu Luan como substituto do titular.

Luan, por sua vez, não era confirmado em uma formação inicial do Alvinegro desde o dia 28 de agosto, justamente quando a equipe conquistou a sua última vitória fora de casa. Na ocasião, derrotou o Grêmio por 1 a 0, em Porto Alegre. Desta vez, porém, o meio-campista não teve sucesso diante do rival cearense e acabou sendo sacado na etapa final, dando lugar justamente a Renato Augusto.

LUAN NÃO CONSEGUE APROVEITAR RARA OPORTUNIDADE

E ao ser questionado se Luan não soube aproveitar bem a chance como titular no Castelão, Sylvinho preferiu não analisar o desempenho do jogador, mas destacou que o mesmo fez por merecer a vaga aberta pelo companheiro.

- Luan tem treinado bem, estava esperando mais uma oportunidade, é um atleta de grupo. O momento era do Luan. Não entendo uma questão de aproveitar ou não a oportunidade, é um atleta que está bem, participou e, na ausência do Renato, tínhamos claro que era o momento de Luan jogar - completou o treinador ao justificar a escalação do atleta.

WILLIAN PERTO DE VOLTAR A SER TITULAR

Assim como Renato Augusto, Willian foi colocado em campo na etapa final do confronto com o Ceará. O mesmo já havia ocorrido no clássico contra o Santos, no último domingo, em Itaquera, onde voltou a atuar depois de ter desfalcado o Corinthians em sete partidas por causa de uma lesão muscular na parte posterior da coxa esquerda. E na capital cearense ele mostrou uma evolução física e ainda deu bela assistência para Róger Guedes fazer o gol corintiano.

- O Willian é um atleta que, pouco a pouco, está voltando aos treinos e jogos. Ele não se mostrava em condição de iniciar o jogo, estamos avaliando a cada jogo. Fomos para o último jogo com série de jogo a cada três dias, viagem e jogo, viagem e jogo. Ele não sinalizava início de jogo, conversamos com ele. Temos atletas no departamento médico que não têm jogado - disse Sylvinho, para depois admitir que projeta ter Willian como titular a partir deste domingo.

- Com o Willian temos conversado de uma forma constante. Vamos analisar os próximos dias, temos uma viagem longa de volta a São Paulo, para saber as condições que ele se encontra e saber se há ou não condição de iniciar o jogo. Entrar no jogo é uma coisa, iniciar é diferente. Vamos analisar com os departamentos do clube e com o atleta - completou o treinador corintiano.

SANTOS AJUDA E TIME SEGUE NO G4 ANTES DE VOLTAR A JOGAR

Mesmo com a derrota para o Ceará, o Corinthians se manteve no G4 do Brasileirão, em quarto lugar, com 53 pontos, pois, em outro duelo da noite de quinta-feira, o Fortaleza, quinto colocado, com 52, foi batido pelo Santos por 2 a 0, na Vila Belmiro, em outro confronto desta 35ª rodada da competição. Para o jogo contra o Athletico-PR, Sylvinho contará com o retorno do volante Roni, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo na última quinta-feira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários