Enquanto o clube se organiza... LANCE! projeta as alterações no elenco do Vasco para 2022
Felippe Rocha
Enquanto o clube se organiza... LANCE! projeta as alterações no elenco do Vasco para 2022


O Vasco já sabe que vai precisar se reformular há quase três semanas. Até o momento, contudo, o departamento de futebol segue acéfalo e sem treinador. De modo que muitas das inúmeras decisões a serem tomadas relativas ao elenco e ao mercado de jogadores estão travadas. Ricardo Gomes esteve com Jorge Salgado, estará novamente, mas o novo organograma da pasta carro-chefe do clube ainda não foi preenchido. Enquanto isso, o LANCE! projeta as alterações que o elenco cruz-maltino deverá sofrer para o ano que vem.

GOLEIROS: Vanderlei não deverá ficar e Lucão, embora promissor, tem apenas 20 anos. É natural, portanto, que um goleiro experiente chegue a São Januário. Ele pode até ser Fernando Miguel, atualmente emprestado ao Atlético-GO. O Dragão luta contra o rebaixamento para a Série B.

LATERAIS: Zeca já teve as férias antecipadas e não tem razão de continuar, e como ele era a principal opção para a reserva de Léo Matos, no lado oposto, mesmo que o lateral-direito continua, outros dois jogadores deverão chegar a São Januário. Um para cada lado. Riquelme terminou o ano em alta, mas Cayo Tenório praticamente não jogou.

ZAGUEIROS: As vaias sobre Leandro Castan estão constrangedoras, mas o capitão tem contrato até o fim do ano que vem. Ricardo Graça e Miranda (este suspenso) também têm vínculos longos. Walber não continuará e Ernando também não tem porque prosseguir. Ao menos dois novos jogadores para a função devem chegar à Colina.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

VOLANTES: Andrey já se despediu , mas Romulo e Michel não deram retorno esta temporada. Além deles, o mais velho é Bruno Gomes, com 20 anos. De modo que dois ou três outros atletas para a contenção no meio-campo deverão ser contratados, se não para o início do ano, ao longo da temporada.

MEIAS: Sarrafiore continua em São Januário pela impossibilidade de se devolver um jogador emprestado com problema físico contraído durante o período cedido. Mas poderá ser útil ao longo da próxima temporada. Nenê segue como a principal referência, mas Marquinhos Gabriel tem permanência em dúvida. E mesmo se ele ficar, outro atleta para a função se faz necessário.

PONTAS: é improvável que algum dos contratados para esta temporada prossiga. Logo, Morato, Léo Jabá e Sánchez precisarão ter as vagas repostas.

CENTROAVANTES: Talvez o maior desafio do próximo departamento de futebol será equacionar a vontade de Cano, o salário e as dívidas com a possibilidade de ele continuar. Valerá a pena? O atual reserva, Daniel Amorim, mostrou valor, mas está emprestado. Será preciso negociar com o Tombense para manter o atleta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários