Estádio Centenário está pronto para as finais da Sul-Americana e da Libertadores
Lance!
Estádio Centenário está pronto para as finais da Sul-Americana e da Libertadores


A Conmebol finalizou a reforma do Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, e está tudo pronto para as finais da Copa Sul-Americana e da Copa Libertadores . As obras tiveram enfoque, principalmente, no campo de jogo, que teve uma modificação de 100% do gramado e a instalação de um novo sistema de irrigação automática de última geração. Tudo comandado pela engenheira agrônoma brasileira Maristela Kuhn, que fez processo parecido no Maracanã.

As reformas no gramado começaram há aproximadamente quatro meses, com a remoção da antiga grama desgastada e a colocação de nova grama especial para uso imediato na competição de alto nível, tudo do mais moderno possível.

Isso representa a maior modificação feita no estádio em décadas, em um esforço cooperativo entre especialistas do Brasil e do Uruguai. Assim também, foi instalado um sistema de irrigação e drenagem de última geração, com controle individual de válvulas, o que permite uma melhor distribuição de água e proporciona um melhor cuidado do gramado para a prática do esporte.

A logística foi enorme, pois todo o maquinário especial teve que ser transportado do Brasil para o Uruguai para a colocação do novo gramado, que está idealmente desenhado, conservado e preparado para o alto nível.

- O que a Conmebol está entregando é uma nova base. Modificamos totalmente o gramado, que era muito antigo, para novas plantações, o que nos permite ter melhor nivelamento, maior resistência e densidade, e torna o campo de jogo apto para o futebol profissional - explicou Maristela Kuhn, engenheira agrônoma.

A renomada profissional brasileira inspecionou o estado do campo meses antes, a fim de elaborar um relatório e realizar seu trabalho, que foi intensificado nos dias prévios à grande final da Copa Sul-Americana 2021. Foi ela a responsável por deixar o gramado do Maracanã pronto para a final da Libertadores de 2020, que ocorreu no início de 2021, entre Palmeiras e Santos.

- Trabalhamos nas finais de Assunção, Lima, Córdoba, Rio de Janeiro e agora em Montevidéu. Este é um grande legado que a Conmebol deixa para os clubes e seleções sul-americanas - enfatizou Kuhn.

Além dos trabalhos no gramado, há reformas nas arquibancadas dos espectadores, em que todos os assentos serão com cadeiras. Dessa forma, o público de 100% da capacidade, que foi permitido pelo governo uruguaio, poderá assistir à final da Libertadores de forma mais confortável.

Sem contar as obras na tribuna de imprensa, na cabine principal de transmissão, nos palcos, banheiros e vestiários, tornando o histórico Estádio Centenário, ainda com seu charme, um dos mais modernos do mundo. Além disso, novos holofotes de Led da marca Philips foram instalados para atingir 1300 Lux verticais, financiados pelo programa Conmebol Evolução.

Segundo a entidade, o trabalho foi realizado com a intenção de assegurar que o histórico templo do futebol mundial estivesse nas melhores condições e cumprisse com as exigências de qualidade estabelecidas para sediar os jogos.

Patrimônio mundial, cenário de grandes noites gloriosas, local da primeira final da Copa do Mundo e da final da Libertadores, o Estádio Centenário está mais uma vez vestido de gala para sediar as finais do melhor futebol do mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários