Dia da Consciência Negra: Veja as manifestações de atletas e jornalistas nas redes sociais
Lance!
Dia da Consciência Negra: Veja as manifestações de atletas e jornalistas nas redes sociais


Em celebração do Dia da Consciência Negra , uma série de atletas e jornalistas esportivos aproveitaram este sábado para publicar conteúdo sobre a data. Nomes como Willian, Igor Julião , Galvão Bueno e Karine Alves foram às redes sociais pedindo respeito pelas pessoas negras e um comportamento anti-racista, além das manifestações dos clubes pelo Brasil .

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

O lateral-direito Igor Julião, do Fluminense , foi um dos que abraçou a causa do Observatório da Discriminação Racial no Futebol . Ele ressaltou a importância do grupo, convidando seus seguidores a conhecer o trabalho.

O narrador Galvão Bueno e a comentarista Ana Thaís Matos, ambos do grupo Globo, também vestiram a camisa do Observatório da Discriminação Racial no Futebol para celebrar a data. Galvão compartilhou o vídeo feito em parceira com o grupo para o Dia da Consciência Negra e a jornalista falou sobre a importância da luta antirracista.

- Não se acomodar sobre os privilégios e ser um aliado para fortalecer a luta antirracista. Questionar, confrontar, indicar, ouvir, admitir que o que era feito ate aqui como sociedade nunca foi “normal” - escreveu Ana Thaís Mattos.

+ Luis Roberto tem casa invadida por assaltantes e mais do Fora de Campo

O meia Willian, do Corinthians, reforçou que esta data é um momento de reflexão e que a luta contra o racismo continua. E seu ex-companheiro de Chelsea (ING) Oscar também foi às redes sociais. Ele relembrou as diversas nacionalidades com que já atuou, afirmando que não há espaço para o racismo no futebol.

A apresentadora Karine Alves falou sobre sua luta do combate ao racismo e também da importância da educação nesta caminhada. O ex-atacante Grafite relembrou a história do Dia da Consciência Negra e ressaltou grandes 'invisíveis' do passado.

- Venho aqui exaltar estes heróis que não tem estátuas ou monumentos nas capitais do Nosso Brasil, que quando chegaram aqui não ganharam terras como os brancos e Europeus e sim algemas e muito trabalho escravo - escreveu Grafite.

Veja estes e outras publicações originais abaixo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários