Após título da Sul-Americana pelo Athletico-PR, Valentim faz balanço do ano e diz: 'Dia mais feliz da carreira'
Alexandre Guariglia
Após título da Sul-Americana pelo Athletico-PR, Valentim faz balanço do ano e diz: 'Dia mais feliz da carreira'



O Athletico-PR conquistou o título da Copa Sul-Americana após vencer o Red Bull Bragantino por 1 a 0, no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai. Um dos personagens do título, Alberto Valentim não escondeu a felicidade ao levantar a taça depois de um ano conturbado, em que havia sido campeão, mas teve uma saída complicada do Cuiabá. Para ele, este sábado, 20 de novembro de 2021, foi o dia mais feliz de sua carreira profissional.

TABELA
> Veja classificação e simulador da Sul-Americana-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Depois de ser campeão invicto do estadual com o Dourado, bastou um empate para ser demitido, mas o motivo não foi dentro de campo, e sim fora dele, já que ficou em meio a um boato de que teria se envolvido com a esposa do presidente do clube. Algo que ele desmentiu veementemente à época e voltou a recordar daquele momento na coletiva da vitória no torneio continental.

- Tive um começo de ano muito bom. Fui campeão estadual invicto no Cuiabá. Depois tive uma saída muito conturbada depois de algumas coisas que saíram e de algumas declarações do presidente do Cuiabá. Fiquei muito triste, foi uma porrada muito grande que tomei. Quem me conhece de perto, com quem eu conversei, sabe que foi um período difícil que passei em casa, mas hoje é dia de comemorar, pois é uma vitória minha, no sentido de ter tido uma oportunidade de ter vindo para cá. É o dia mais feliz da minha vida profissionalmente, não é todo dia que se é campeão, é muito difícil - contou o comandante.

Valentim chegou ao Furacão há menos de dois meses, e pegou um trabalho que já estava sendo feito sob a tutela de Paulo Autuori, que continua por lá. Sabedor disso e do papel dessa construção prévia, o atual técnico dividiu os méritos desse título em jogo único na final da Copa Sul-Americana.

- Em relação ao trabalho que vinha sendo feito, sempre fui claro que somente daria continuidade. Não podia não ser dessa forma, porque o Athletico já vinha fazendo um ótimo trabalho. Foi só uma continuidade, vim para somar. Todos os clubes que trabalhei, dividi com as minhas comissões técnicas. Lógico que a decisão final é minha, sou o treinador, mas tem que dividir, como nesse título, foi muito importante para a torcida, jogadores... todos queriam muito. Estamos de parabéns - declarou.

Ídolo do Athletico como jogador, Valentim nunca escondeu o desejo de voltar ao clube como técnico e como campeão. O sonho foi realizado neste sábado e pode continuar com a decisão da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, no próximo mês. Por enquanto, porém, o foco é comemorar e curtir o título.

- Eu sempre falei que era um sonho voltar como treinador, tive uma passagem muito legal como atleta nos anos 90, depois um período em 2008 encerrando a carreira no próprio Athletico em 2009. Sempre falei que tinha o sonho de, além de voltar, ser campeão. Hoje é o dia mais feliz da minha carreira e da minha vida. Quero agradecer a quem entrou em contato comigo para estar aqui e poder realizar esse sonho - finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários