Leandro Castan e Morato são alvos mais intensos da torcida do Vasco em nova noite hostil em São Januário
Lance!
Leandro Castan e Morato são alvos mais intensos da torcida do Vasco em nova noite hostil em São Januário


A diferença entre o clima de São Januário nesta sexta-feira para o da quarta-feira da semana passada foi quase nenhuma. Naquela derrota do Vasco por 3 a 0 para o Vitória, o clima de velório foi dominador. Neste 2 a 2 com o Remo, muita coisa se repetiu.

Como as vaias à maioria dos jogadores desde o aquecimento. E com a torcida concentrada no setor social, alguns jogadores foram hostilizados durante todo o período em que estiveram em campo. E o volume das vaias era constrangedor.

No início, o sistema de som da Colina pareceu querer tentar abafar parte das vaias, mas críticas - mesmo no momento dos gols foram percebidas. Confira exemplos do que foi gritado.

- Uh, tá maneiro. MT é cachaceiro!

- Pec, vai fazer Enem!

- Ei, Castan! Sai do Instagram!

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Leandro Castan, inclusive, foi o jogador mais hostilizado, seguido por Morato. Nene e Riquelme foram alguns dos poucos que se safaram.

O empate fez parte da torcida finalmente apoiar o time. Contudo, parcela considerável dos pouco mais de mil presentes manteve as duras críticas ao time.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários