Jô admite abalo com derrota, mas vê Corinthians pronto para 'recolher os casos' e 'se reerguer' no clássico
Rafael Franco
Jô admite abalo com derrota, mas vê Corinthians pronto para 'recolher os casos' e 'se reerguer' no clássico


Artilheiro do Corinthians na temporada, com nove gols, e também líder em assistências no período, com seis passes que resultaram em bolas na rede, Jô concedeu entrevista coletiva no início da tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, poucas horas antes de participar com o elenco do Alvinegro do penúltimo treino de preparação para o clássico contra o Santos, marcado para este domingo, às 16h, na Neo Química Arena, pela 34ª rodada do Brasileirão .

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Ao abordar o confronto, o atacante admitiu o grande abalo do time com a derrota por 1 a 0 para o Flamengo, sofrida na última quarta-feira, no Maracanã, onde tomou o gol que definiu o revés nos acréscimos da etapa final. Porém, ele enfatizou que agora a equipe precisa aproveitar a chance de vencer um grande rival para entrar no G4 da competição nacional e engrenar nesta reta final rumo à conquista da almejada vaga na fase de grupos da Copa Libertadores.

- Sem dúvida, é uma derrota que doeu, da maneira que foi, você tomar um gol no último minuto. A gente jogou de igual para igual, teve o fator casa e eles (flamenguistas) nos pressionaram um pouquinho mais e nós acabamos sendo derrotados - afirmou Jô ao relembrar o último confronto no Rio de Janeiro, mas em seguida lembrando da oportunidade de ganhar novamente no domingo.

- O futebol é bom por causa disso, pois você já te dá uma chance de se reerguer no jogo seguinte. A gente já tem de recolher os cacos, é difícil, é um período curto de descanso entre um jogo e outro..., mas vamos tentar nos reerguer. Essa vitória nos coloca na quarta colocação e depois poderemos concluir esse objetivo que é a conquista da vaga direta na fase de grupos da Libertadores - completou o experiente jogador de 34 anos, formado pelo Corinthians e que hoje vive a sua terceira passagem como atleta do clube.

Na quinta posição do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos, o Alvinegro depende apenas de si para terminar a competição no G4 e garantirá a quarta posição com uma vitória sobre o Santos, independentemente de outros resultados deste final de semana. Isso pelo fato de que o Red Bull Bragantino, hoje em quarto lugar, com 52 pontos, tem um jogo a mais e já disputou a sua partida desta 34ª rodada, antecipada porque a equipe enfrentará o Athletico-PR neste sábado, em Montevidéu, no Uruguai, na final da Copa Sul-Americana.

REENCONTRO COM CARILLE

E neste clássico diante do Santos Jô vai reencontrar o técnico Fábio Carille, hoje no comando do rival e que anteriormente viveu passagem de sucesso pelo Corinthians. Ao lado do treinador, o atacante participou de forma decisiva da campanha do heptacampeonato brasileiro do Timão em 2017, quando foi o maior artilheiro da competição, ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense.

Ao comentar o reencontro com Carille, o jogador exaltou a importância que o comandante teve para a sua trajetória no Corinthians, pelo qual ele também foi campeão paulista em 2017 exibindo atuações decisivas naquela temporada.

- Vai ser um reencontro bom, é um prazer encontrar o professor Fábio Carille, que é um cara que me ajudou muito aqui no clube naquela minha chegada aqui em 2016 e também em 2017. Vou dar um abraço apertado nele. Gratidão a gente sempre tem de ter, pela confiança que ele depositou em mim naquela circunstância. Aquele ano (de 2017) foi um dos melhores da minha carreira - destacou Jô, que agora matará a saudade do seu ex-técnico como adversário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários