Mulher vence homem trans em combate entre gêneros no Sul Fluminense Fight Night
Lance!
Mulher vence homem trans em combate entre gêneros no Sul Fluminense Fight Night


A sexta edição do Sul Fluminense Fight Night, que aconteceu no último final de semana, na cidade de Três Rios, município do Rio de Janeiro, foi marcada pela luta entre um homem trans e uma mulher em uma liga entre gêneros na categoria até 52kg.

A luta entre Elaine Pantera, mulher cis, contra Cris Macfer, homem trans, foi também uma revanche para Pantera e uma despedida para Macfer. Sendo impossibilitado de fazer qualquer transição hormonal por conta do esporte, o atleta decidiu se despedir das lutas femininas contra a atleta que deu início à sua trajetória. Na revanche, Pantera saiu vencedora do confronto após aplicar uma chave de calcanhar no primeiro round.

A atleta retornou aos octógonos após um tempo parada e analisou sua volta com o que passou psicologicamente fora das lutas. - Eu trabalho com mulheres e o esporte foi a ferramenta que eu encontrei para cuidar da minha depressão profunda. Só uma pessoa aqui sabe, mas eu chorei muito antes dessa luta, tive medo. O medo é bom, o medo não é ruim. O recado que eu deixo para as mulheres que têm depressão é que venham treinar. Isso mudou a minha vida e vai mudar a sua também -.

Já Macfer aproveitou o clima de despedida das lutas femininas para mandar um recado à rival: - A vida é feita de ciclos e hoje se encerra mais um diante da Pantera, que foi a primeira atleta que eu enfrentei em meu novo time. Quis o destino que hoje ela me finalizasse no primeiro round, assim como foi comigo na primeira vez. Obrigado, Pantera -.

O evento contou com outros 10 combates alucinantes, bem como o nocaute de Márcio Ticotô sobre Jameson “El Pistoleiro ” ainda no primeiro round, somando assim sua 10ª vitória na carreira, a segunda no Sul Fluminense Fight Night.

RESULTADOS COMPLETOS:

Luta até 52kg (Luta entre Gêneros)
Elaine Pantera finalizou Cris Macfer com uma chave de calcanhar no 1R (árbitro Eugênio Veronese)

Luta até 63kg
William Valentim derrotou Bruno “Urubu Rei” por decisão unânime dos jurados (árbitro Leonardo Marques)

Luta até 66kg
Márcio Ticotô derrotou Jameson “El Pistoleiro” por nocaute no 1R (árbitro William Viana)

Luta até 57kg
José Roberto do Monte “Tatuado” derrotou Wesley “Soldado” por decisão dividida dos jurados (árbitro Leonardo Marques)

Luta até 70kg
Ramon “Machine” derrotou Gustavo Mão de Pedra por nocaute técnico no 3R (árbitro William Viana)

Luta até 66kg
Gabriel Oliveira derrotou Mateus Fidelis por desclassificação (joelhada ilegal) no 2R (árbitro Kakau Martins)

Luta até 61kg
Júnior Duarte derrotou Rogério Sobrinho por decisão unânime dos jurados (árbitro William Viana)

Luta até 66kg
Luis Pajuelo derrotou David Tatu por nocaute técnico no 1R (árbitro Leonardo Marques)

Luta até 63kg (AMADOR)
Josiel dos Santos finalizou João Victor “Piraí” com uma guilhotina no 3R (árbitro Kakau Martins)

Luta até 73kg (AMADOR)
Victor “Super Choque” finalizou Jayme “Formigão” com um armlock no 3R (árbitro William Viana)

Luta até 70kg (AMADOR)
Raimundo “Rascunho” derrotou Carlos Eduardo “Pirata” por decisão unânime dos jurados (árbitro Eugênio Veronese)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários