Terceira etapa da Copa Mitsubishi encerra as competições oficiais da vela oceânica paulista em 2021
Lance!
Terceira etapa da Copa Mitsubishi encerra as competições oficiais da vela oceânica paulista em 2021


O ano era 2000 e a regata Volta à Ilhabela acontecia pela primeira vez com uma proposta ousada. Contornar a Ilha de São Sebastião, a principal do arquipélago de Ilhabela. O percurso original partia das proximidades do Yacht Club de Ilhabela, circundava a Ilha e chegava no mesmo ponto da partida.

E assim foi. Um evento memorável, com a participação, na premiação, de nada menos do que Peter Blake, um dos maiores navegadores do Séc. XX, que por estava em Ilhabela com sua tripulação e seu veleiro Seamaster, em pesquisas oceanográficas.

Blake gentilmente aceitou entregar os prêmios aos vencedores daquela primeira edição.

Infelizmente, meses depois, o velejador seria assassinado no Amapá, durante um assalto a sua embarcação. Desde então a regata passou a levar seu nome, em uma justa homenagem.

Esse ano a Regata Volta à Ilhabela - Sir Peter Blake, vai retomar seu percurso original, com largada e chegada no mesmo ponto, no canal de São Sebastião.

“Nos últimos anos, uma série de razões, inclusive as condições climáticas, fizeram com que a regata tivesse largada, geralmente no extremo norte do Canal de São Sebastião e chegada no extremo sul. Tecnicamente, não era exatamente uma volta à Ilha.”, explica Carlos Eduardo “Cuca Sodré”, responsável técnico pela competição.

“Nesta 21ª edição, dependendo das condições meteorológicas, vamos retomar o percurso original. Para isso, adaptamos nosso calendário, evitando realizar regatas no dia seguinte à Volta à Ilha, já que este é um percurso longo e desafiador”, completa Cuca Sodré.

Coquetel de boas vindas abre a etapa

Na próxima sexta-feira os competidores começam a chegar ao Yacht Club de Ilhabela, sede do evento, e serão recepcionados com um coquetel de boas vindas, como nos grandes eventos internacionais. No sábado, antes da largada, um café da manhã será oferecido às equipes.

“Estamos muito animados com a retomada das atividades sociais, que por óbvios motivos foram suspensas desde o início da pandemia. Sendo a Volta à Ilha uma regata longa, decidimos proporcionar aos competidores este coquetel na sexta e um café da manhã para ‘preparar’ as equipes para esta regata desafiadora”, comemora Mauro Dottori, diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela.

Campeões serão conhecidos no dia 28

O segundo final de semana desta etapa reserva emoção para as regatas finais do ano uma vez que várias equipes mantêm chances de vencer o campeonato.

Na disputada classe C30 apenas dois pontos separam o líder, o veleiro Caballo Loco, de Mauro Dottori e o Kaikias/Via Itália, de Eduardo Mangabeira.

Na HPE 25 a diferença após nove regatas disputadas ao longo deste ano é de apenas um ponto entre o líder, o Conquest, de Marco Hidalgo e o vice-líder, o Ginga, de Breno Chvaicer.

Já na RGS o Beleza Pura 2, de Felipe Degan, atual líder, vem para a última etapa com uma boa vantagem em relação ao segundo colocado, o Kameha Meha, de Mark Essle, que acumula 25 pontos e está em disputa direta com o Brazuca, de Rubens Bueno, com 27.

E por fim, na ORC, o veleiro Xamã, de Sergio Klepacz, tem também uma boa vantagem de 8 pontos em relação ao segundo colocado, o Rudá, de Mario Maritinez, mas com mais três dias de regatas ainda programados, nada está garantido.

Rock´n’roll, jantar e premiação encerram a competição

Este segundo final de semana da etapa (dias 27 e 28) será marcado também pela grande confraternização no sábado, com jantar com som ao vivo da George Moon Band e a entrega de prêmios no domingo.

As inscrições para a terceira etapa da Copa Mitsubishi - Circuito Ilhabela estão abertas para os veleiros das classe C30, HPE25, BRA-RGS, ORC, Clássicos e Bico de Proa e podem ser feitas no site oficial do evento: https://circuitoilhabela.com.br/.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários