No Clássico-Rei, Ceará atropela o Fortaleza e esquenta briga por vaga na Libertadores
Futebol Latino
No Clássico-Rei, Ceará atropela o Fortaleza e esquenta briga por vaga na Libertadores


Vivendo situações opostas no Campeonato Brasileiro, Fortaleza e Ceará só pensavam na vitória no Clássico-Rei disputado nesta quarta-feira, pela 33ª rodada, na Arena Castelão. E o Vozão não deu chance alguma para o rival. Ainda no primeiro tempo, chegou a abrir 2 a 0 de frente, conseguindo marcar mais dois na etapa final e fechar o placar em 4 a 0, alcançando assim mais um triunfo na competição.

Com o resultado, a equipe comandada por Tiago Nunes chegou aos 45 pontos ficando na 10ª colocação. Já o time comandado por Juan Pablo Vojvoda, por conta de mais um tropeço, acabou caindo para a 6ª posição com seus 49 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Ceará sai na frente

Com direito a muita festa por parte da torcida do Fortaleza antes da bola rolar, o Tricolor não quis saber de ceder espaços ao rival Ceará e tentou impor a famosa pressão inicial. Logo nos primeiros minutos, partiu pra cima em busca do seu gol acionando os lados do campo visando jogadas com Pikachu. Porém, mesmo mostrando ofensividade, viu a defesa do Vozão levar a melhor nos lances, além de equilibrar as ações com o passar do tempo aparecendo mais em seu campo de ataque.

E a insistência por parte da equipe de Tiago Nunes surtiu efeito. Aos 13 minutos, Lima conseguiu roubar a bola de Éderson disparando para o gol, mandando no canto sem chances para o goleiro Marcelo Boeck.

Leão corre atrás do empate, mas leva o segundo

Em desvantagem no marcador, até meados dos 30 minutos, os comandados de Vojvoda buscavam a todo custo a igualdade. Entretanto, a melhor chance criada partiu de Depietri que, ao finalizar contra o gol de João Ricado, viu sua bola sair por muito pouco.

Já na reta final da etapa, o Vozão encontrou mais um tento no duelo. Depois de ver Bruno Melo criar duas boas chances para marcar, conseguiu encaixar um contra-ataque momentos depois puxado por Fernando Sobral, passando por Menzoda que, ao limpar o lance, tocou para Vina que só teve o trabalho de balançar as redes.

Início de segundo tempo equilibrado

Precisando reverter o resultado parcial construído ainda no primeiro tempo pelo Ceará, Vojvoda apostou em uma mudança logo no intervalo ao colocar Matheus Vargas no lugar de Titi. Entretanto, mesmo aumentando seu poder ofensivo, o Vozão não permitiu uma possível reação do adversário quase marcando mais um, desta vez com Mendoza, mas a tentativa do atacante acabou sem êxito.

Até os 20, o panorama do jogo era basicamente igual. Entre as melhores chances, ambas foram por parte do Tricolor do Pici com Matheus Vargas e Éderson, mas que não foram o suficiente para descontar no marcador.

Vina e Yony fecham a conta na Arena Castelão

Com o relógio correndo, o Fortaleza tentatava encontrar forças visando uma possível reação. Sendo assim, o técnico argentino apostou em algumas mudanças, porém fez com que Tiago não ficasse para trás e também recuasse para seus suplentes.

E a trocas motivaram ainda mais o time do Ceará. Aos 40, Yony González, que havia entrado no lugar de Jael, triangulou com Vina e Mendoza, mandando para o camisa 29 marcar o segundo dele no jogo fazendo 3 a 0.

Praticamente com a vitória na mão, o Vozão não tirou o pé do acelerador e ainda encontrou mais um tento. Em um lance colombiano, Mendoza chegou a linha de fundo e cruzou na medida para Yony, que já havia dado uma assistência no lance passado, deixar o dele aumentando para 4 a 0 dando a deixa para a arbitragem encerrar o duelo logo em seguida.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA x CEARÁ

Data e horário: 17/11/2021, às 20h (de Brasília)
​Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques (CBF-SP) e Evandro de Melo Lima (CBF-SP)
VAR: José Claudio Rocha Filho (CBF-SP)

Cartões Amarelos: João Ricardo, 20'/2ºT; Fabinho, 20'/2ºT; Gabriel Dias, 23'/2ºT; Mendoza, 34'/2ºT; Marcelo Benevenuto, 45'/2ºT

Gols: Lima, 13'/1ºT (1-0); Vina, 46'/1ºT (2-0); Vina, 40'/2ºT (3-0); Yony González, 47'/2ºT (4-0)

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Titi (Matheus Vargas, no intervalo) e Marcelo Benevenuto; Felipe, Éderson (Edinho, aos 28'/2ºT), Yago Pikachu, Matheus Vargas e Bruno Melo; Depietri (Romarinho, aos 28'/2ºT) e Robson (Wellington Paulista, aos 31'/2ºT).
(Técnico: Juan Pablo Vojvoda)

CEARÁ: João Ricado; Gabriel Dias (Igor, aos 27'/2ºT), Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho (William, aos 19'/2ºT), Fernando Sobral, Vina e Lima (Marlon, aos 27'/2ºT; Mendoza e Jael (Yony González, aos 19'/2ºT).
(Técnico: Tiago Nunes)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários