Corinthians pega Nacional-URU para garantir vaga na decisão e ficar mais perto do tri da Libertadores Feminina
Lance!
Corinthians pega Nacional-URU para garantir vaga na decisão e ficar mais perto do tri da Libertadores Feminina


Dono de uma campanha perfeita até aqui, com quatro vitórias em quatro partidas disputadas , o Corinthians enfrenta o Nacional-URU nesta terça-feira, às 17h30 (de Brasília), no estádio Manuel Ferreira, em Assunção, no Paraguai, pela semifinal da Copa Libertadores Feminina. O Alvinegro jogará para ir pela terceira vez à decisão do torneio, após ter ficado com o título em 2017 e 2019.

TABELA
> Veja classificação e simulador da Libertadores Feminina-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Com 14 gols marcados e apenas dois sofridos nesta edição da competição continental, o Timão vem embalado por um triunfo por 3 a 1 sobre o Alianza Lima, do Peru, no último sábado, no mesmo palco do duelo desta terça-feira.

Nesta semifinal diante do Nacional, o Corinthians mais uma vez não poderá contar com a zagueira Erika, um dos expoentes da forte equipe feminina do clube, que sofreu uma grave lesão na véspera da partida contra o Deportivo Capiatá, do Paraguai, pela rodada final da primeira fase desta Libertadores. No último treinamento de preparação para aquele confronto, em Assunção, a jogadora rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Atual bicampeão brasileiro e paulista, o Alvinegro tentará confirmar o seu favoritismo nesta semifinal depois de também já ter goleado justamente o uruguaio Nacional, por 5 a 1, no estágio inicial desta Libertadores.

No confronto do último sábado, o Corinthians foi escalado pelo técnico Arthur Elias com Kemelli; Kati, Giovanna Campiolo, Poli e Yasmim; Diany, Gabi Zanotti, Tamires e Gabi Portilho; Adriana e Vic Albuquerque. E o time superou o Alianza LIma com um gol de Tamires e dois marcados por Vic Albuquerque.

Uma vitória sobre o Nacional nesta terça também servirá para as corintianas superarem o trauma da eliminação sofrida na semifinal da Libertadores do ano passado, na Argentina, onde foram derrotadas pelo América de Cali, da Colômbia, nos pênaltis, depois de um empate por 1 a 1 no tempo normal.

Antes deste revés, na edição de 2019 do torneio o Corinthians faturou o bicampeonato continental ao superar a Ferroviária por 2 a 0 em uma decisão realizada no Equador. Em 2017, quando formou uma equipe em parceria com o Audax, de Osasco, o Alvinegro levou o seu primeiro título da competição com uma vitória nos pênaltis sobre o Colo Colo, do Chile, após igualdade por 0 a 0 no tempo normal em um confronto disputado em solo paraguaio.

ATUAL CAMPEÃ, FERROVIÁRIA É ELIMINADA NA OUTRA SEMIFINAL

Na outra semifinal desta Libertadores, a Ferroviária, atual campeã, acabou sendo eliminada na última segunda-feira ao ser derrotada na disputa por pênaltis pelo Santa Fé, da Colômbia, por 4 a 2. No tempo normal, os dois times haviam empatado por 1 a 1 no estádio Manuel Ferreira, em Assunção.

Com a bola rolando, Gisela Robledo abriu o placar para o clube colombiano aos 42 minutos da etapa inicial ao converter uma penalidade. No segundo tempo, em outro lance de bola parada, o time brasileiro conquistou o empate por meio de uma falta batida por Rafa Mineira. Entretanto, nos pênaltis, Monalisa e Raquel desperdiçaram suas cobranças e a equipe de Araraquara foi eliminada.

A decisão desta edição da Libertadores está marcada para ocorrer no próximo domingo, no estádio Gran Parque Central, em Montevidéu, no Uruguai.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários