Gol anulado no jogo de São Paulo x Palmeiras
Reprodução
Gol anulado no jogo de São Paulo x Palmeiras

O São Paulo e o Palmeiras empataram por 0 a 0 no Morumbi, neste sábado (31), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em um jogo marcado pelas polêmicas de arbitragem, os times não saíram do zero e terminaram a partida com um ponto cada. Com o resultado, o São Paulo saiu da zona de rebaixamento, dependendo do Sport, que ainda não jogou na rodada. O Palmeiras segue na liderança do campeonato.

SÃO PAULO COMEÇA MELHOR, MAS PALMEIRAS EQUILIBRA

O começo do jogo foi marcado pelo Tricolor explorando melhor o ataque, com o atacante Marquinhos levando grande vantagem nos duelos contra Felipe Melo, levando perigo em jogadas de velocidade. O São Paulo quase abriu o placar em uma jogada do jovem, que driblou o zagueiro do Verdão mas bateu para fora.

Logo no lance seguinte, o Palmeiras respondeu com Deyverson, de fora da área, tentando encobrir o goleiro Tiago Volpi, e, a partir daí, cresceu no jogo, conseguindo ocupar o campo ofensivo e criando jogadas de perigo. O jogo ficou mais equilibrado, com os dois times conseguindo encaixar ataques promissores e levar certo perigo.

SÃO PAULO ABRE O PLACAR, MAS BANDEIRA ANULA

Aos 25 minutos, após bom lançamento de Rodrigo Nestor, Rigoni recebeu a bola dentro da área, nas costas da marcação e bateu para o fundo do gol, abrindo o placar. O gol, porém, foi anulado pelo assistente, pois o atacante do São Paulo estava em posição de impedimento. O VAR confirmou o impedimento e o placar seguiu 0 a 0.

VAR ANULA PÊNALTI PARA O SÃO PAULO

Aos 35 minutos do primeiro tempo, Felipe Melo cometeu falha grave e Marquinhos ficou em condições de bater pro gol ou servir Rigoni. O atacante, porém, foi derrubado por Gustavo Gómez. O juiz Luiz Flávio de Oliveira deu a penalidade e o cartão amarelo para o zagueiro paraguaio, mas foi chamado por Pericles Bassols e, após revisão no VAR, anulou o pênalti, alegando que Gómez tirou o corpo da disputa e não cometeu falta.

PRIMEIRO TEMPO ACABA SEM GOLS

Marcada pelo lance do pênalti anulado, a primeira etapa chegou ao fim com o time da casa superior. Mais presente no ataque e mais perigoso, o São Paulo levou vantagem, mas não conseguiu abrir o placar, tendo um gol e um pênalti anulados, mas perdendo algumas boas chances.

O Palmeiras apresentou falhas na marcação, abrindo muitos espaços e, no ataque, a bola longa procurando Deyverson não funcionou, com Veiga e Scarpa aparecendo pouco na partida. O Verdão chegou a ter um breve momento de superioridade, mas não conseguiu transformar em gol.

Você viu?

SEGUNDO TEMPO COMEÇA EQUILIBRADO

O jogo voltou mais equilibrado na segunda etapa, com os dois times tentando criar jogadas para abrir o placar. O Palmeiras corrigiu o posicionamento na defesa, mas o Tricolor seguiu bastante perigoso no ataque.

MARQUINHOS DEIXA O CAMPO LESIONADO

Aos 12 minutos do segundo tempo, uma imagem preocupante para o torcedor do São Paulo. O atacante Marquinhos, destaque do time nos últimos jogos e um dos melhores em campo no clássico, deixou o campo lesionado, com a mão na parte de trás da coxa. O atacante foi substituído por Rojas e entrara para a extensa lista de jogadores lesionados do Tricolor.

BRENO LOPES QUASE ABRE O PLACAR PARA O PALMEIRAS

Aos 18 minutos do segundo tempo, Weverton deu um belo lançamento e deixou Breno Lope cara a cara com o goleiro Tiago Volpi. O atacante do Verdão tentou a finalização a meia altura e parou numa bela defesa de Volpi.

JOGO FICA MAIS MORNO NO SEGUNDO TEMPO

A partida ficou menos intensa com o passar da segunda etapa. Em um jogo mais amarrado e de muita maração, a partida ficou truncada, com poucas chances para os dois lados. As maiores oportunidades de gols vieram de lances de bola parada.

SÃO PAULO TEM OUTRO GOL ANULADO E RIGONI É EXPULSO

Aos 41 minutos do segundo tempo, Reinaldo cruzou bola na área e Gustavo Gómez desviou para seu próprio gol, abrindo o placar para o São Paulo. O VAR, porém, chamou o juiz Luiz Flavio de Oliveira novamente para revisar o lance e, após a revisão, o árbitro marcou participação indireta de Miranda, que estava impedido, no gol.

O lance gerou muita polêmica e tumulto e, durante a revisão, Miranda recebeu cartão amarelo por reclamação. Após a decisão de anular o gol, Rigoni foi expulso, também por reclamação.

PARTIDA TERMINA EM 0 A 0

O jogo acabou em um empate sem gols. Marcada por muitas polêmicas de arbitragem, a partida teve maior domínio do São Paulo, que mesmo assim não conseguiu abrir o placar. O Palmeiras não fez uma boa partida, mas se segurou bem na defesa e saiu do Morumbi com um ponto.

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira (4), para enfrentar o Vasco, em São Januário, pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. O Palmeiras joga novamente no sábado (7), às 21h, no Allianz Parque, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

SÃO PAULO 0 X 0 PALMEIRAS

  • Local: Estádio do Morumbi
  • Data e horário: 31 de julho de 2021, às 19h
  • Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
  • Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
  • VAR: Pericles Bassols Pegado Cortez (SP)
  • Cartões Amarelos: Rodrigo Nestor, Miranda (SPFC) Breno Lopes, Felipe Melo, Danilo (PAL)
  • Cartões Vermelhos: Rigoni (SPFC)
  • Gols: -


SÃO PAULO
Volpi, Igor Vinícius, Miranda, Léo e Reinaldo; Liziero, Nestor (Talles Costa, aos 38'2ºT), Gabriel Sara e Igor Gomes; Rigoni e Marquinhos (Joao Rojas, aos 12'/2ºT). Técnico: Hernán Crespo.

PALMEIRAS
Weverton, Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Renan; Danilo (Patrick, aos 36'2ºT), Zé Rafael, Gustavo Scarpa (Gabriel Veron, aos 12'/2ºT) e Raphael Veiga (Victor Luis, aos 42'/2ºT); Wesley (Breno Lopes, aos 12'/2ºT) e Deyverson (Willian, aos 36'/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários