Mural com os números de Rashford, Sancho e Baka foi vandalizado; veja os detalhes
Reprodução
Mural com os números de Rashford, Sancho e Baka foi vandalizado; veja os detalhes

Os jogadores Marcus Rashford , Jadon Sancho e Bukayo Saka foram vítimas de injúrias raciais após a final da Eurocopa 2020 entre Inglaterra e Itália. Em solidariedade, parte da torcida inglesa pintou um mural em homenagem aos atletas.

O mural exibe os números das camisas dos três atletas – 25, 17 e 11 – e o brasão da Federação Inglesa de Futebol, mas a arte foi vandalizada durante esta semana com a frase: “não apoiamos os três leões negros”.

Outra manifestação racista traz a frase: “se a atual taxa de imigração de não-brancos continuar, britânicos brancos serão minoria em 2060”. A família de Saka veio da Nigéria; Sancho tem origens em Trindade e Tobago e Marcus Rashford é filho de jamaicanos.

Movimentos antirracistas se reuniram na frente do mural vandalizado para protestar. “Durante a noite, um racista covarde decidiu perpetuar o ódio. Condenamos a atitude e prestamos solidariedade às vítimas dos ataques.”, escreve o Stand Up To Racism no Twitter. “Somos a maioria. Racistas covardes não são bem-vindos”.

A Inglaterra perdeu a final da Eurocopa contra a Itália nos pênaltis. Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka desperdiçaram suas cobranças pelo lado inglês, fato que despertou a fúria dos torcedores. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários