Nesta terça-feira (28), Yoshiro Mori, chefe do comitê organizador da Olimpíada de Tóquio, declarou que o evento - adiado para 2021 - pode ser cancelado caso a pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2) continue avançando.

Leia também: Covid-19: vírus pode permanecer no ar por até 16 horas, sugere nova pesquisa

Medalhas das Olimpíadas de 2020
Divulgação
Medalhas das Olimpíadas de 2020

Leia também: Brasil estaria achatando a curva de contágio da Covid-19, diz especialista

Mori explicou ao jornal  Nikkan Sports que a medida mais adequada em caso de persistência da pandemia do novo coronavírus é cancelar a Olimpíada , em vez de adiá-la por mais um ano.

Leia também: Nova aposta: hospitais dos EUA testam eficácia de antiácido contra Covid-19

Corroborando as preocupações sobre a realização da Olimpíada , o presidente da Associação Médica do Japão, Yoshitake Yokokura, afirmou que será difícil sediar o evento caso não haja vacina para o novo coronavírus , causador da Covid-19 . "Eu não estou dizendo que o Japão deveria ou não sediar a Olimpíada, mas que seria difícil fazê-lo Ao menos que uma vacina eficaz seja desenvolvida, eu acredito que sediar a Olimpíada será difícil", afirmou o mandatário em entrevista coletiva.

    Veja Também

      Mostrar mais