Lance

Lance

aneis olímpicos
EPA/Reprodução
Pelo menos 11 mil atletas estavam inscritos para as Olimpíadas de 2020; todos poderão competir em 2021


O Comitê Olímpico Internacional (COI) informou neste sábado que os atletas com classificação já assegurada para os Jogos Olímpicos de Tóquio terão suas vagas olímpicas garantidas mesmo em razão do adiamento para 2021, decretado devido à pandemia do novo coronavírus . A medida levou a uma preocupação sobre o sistema de qualificação, uma vez que ainda há muitos postos indefinidos.

A entidade trabalhava com a estimativa de 11 mil atletas na capital japonesa de pelo menos 204 países, distribuídos por 33 esportes. Até o momento, pouco mais de 6 mil esportistas já confirmaram suas vagas. As federações internacionais terão agora de repensar como encerrará as corridas olímpicas.

"Está claro que os atletas que se qualificaram para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 permanecem qualificados. Isso é uma consequência do fato de que esses Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, em acordo com o Japão, continuarão sendo os Jogos da XXXII Olimpíada", afirmou o presidente do COI, Thomas Bach.

Há esportes que ainda definiriam os atletas classificados por meio de rankings, como judô, ginástica artística, ciclismo MTB e atletismo. Em outros casos, aconteceriam seletivas para obtenção de índices (como na natação) ou pré-olímpicos (como no basquete, no polo aquático, no handebol e no boxe).

No Brasil, 178 atletas já estavam classificados . A previsão do Comitê Olímpico do Brasil (COB) era a de que o número de representantes do país ficasse entre 250 e 300.

Enquanto aguardam para saber novidades sobre o cronograma de classificação, os atletas vivem a expectativa da definição da nova data dos Jogos. O COI e o Comitê Tóquio-2020 estão em fase de estudos para determinar se o megaevento ocorrerá no verão ou se será antecipado para a primavera.

    Veja Também

      Mostrar mais