Sexo antes de atividade esportiva é saudável? arrow-options
shutterstock
Sexo antes de atividade esportiva é saudável?

Regras rígidas, concentração máxima e sexo vetado durante a preparação de grandes competições esportivas. É assim que, durante anos, muitos atletas tiveram de encarar o paradigma que a prática sexual poderia arruinar o desempenho esportivo. Mas não é bem assim. Estudos científicos atuais comprovam que o sexo pode ser um grande aliado e auxiliar na melhora da perfomance.

De acordo com as pesquisas publicadas pela revista Frontiers in Physiology (Fronteiras em Fisiologia, em tradução livre), fazer sexo até dez horas antes de competições aumenta o rendimento esportivo para atletas de alto rendimento em modalidades que dependem de resistência aeróbica, força e resistência muscular.

Até duas horas antes da competição, o sexo também não interfere negativamente na performance de resistência aeróbica e potência muscular. Pelo contrário, os benefícios são vários. O sexo ajuda a liberar hormônios que auxiliam os atletas quando estão nervosos ou ansiosos a relaxarem.

Segundo a coach esportiva Amanda Ciaramicoli, a prática sexual já possui suas vantagens comprovadas, mas demanda sabedoria e cuidados do atleta de como ele será inserido dentro da rotina esportiva.

"É como eu digo, não é o sexo que atrapalha, mas sim o atleta que fica a noite toda acordado atrás dele. Em alguns casos, a relação sexual pode vir acompanhada de bebida alcóolica e festas. Isso sim causa uma queda significativa no rendimento, não pelo sexo em si, mas pela falta de repouso adequado, além dos prejuízos do álcool para o corpo e a mente", afirmou.

"Como o sexo é algo que envolve questões religiosas, pessoais e culturais, a decisão de fazer ou não sexo antes das competições fica a critério de cada atleta", completou.

Ciaramicoli também esclarece que a abstinência sexual como melhora na concentração em momentos decisivos também é um mito.

"Outros estudos nos mostram que após três meses de abstinência, as taxas de testosterona plasmática baixam dramaticamente e a atividade sexual aumenta a produção de testosterona, o que pode permitir a obtenção de um bom patamar atlético no dia seguinte. É uma realidade que os níveis de testosterona são reconhecidamente mais elevados nos homens que apresentam uma vida sexual ativa", concluiu.

    Veja Também

      Mostrar mais