Tamanho do texto

De acordo com o 'Le Parisien', Neymar e Draxler discutiram dentro do vestiário time francês e quase se agrediram fisicamente

Lance


Neymar e Draxler
Reprodução
Neymar e Draxler discutiram no vestiário do PSG

No final de abril, o jornal francês 'Le Parisien' divulgou que Neymar e Draxler discutiram dentro do vestiário e quase se agrediram fisicamente. Até então, nenhum jogador tinha confirmado a história da publicação. Draxler, porém, se manifestou e, em entrevista à revista 'Kicker', confirmou que discutiu com o brasileiro e deu detalhes do ocorrido.

Leia também: "A polícia está comprada, né?". Najila dá novos detalhes da noite com Neymar

"Tive um desentendimento com ele, o que pode acontecer com qualquer um. Se você não está de acordo não deve se importar com quem te enfrenta. Ocorreu durante a partida. Ele estava nervoso e eu também. O tom de voz subiu e uma palavra superava a outra, mas a coisa se acalmou. Eu diria que não foi nada especial, mas ficou claro que não estávamos passando por nosso melhor momento mental", analisou Draxler .

A VERSÃO DO JORNAL

O 'Le Parisien' tinha divulgado que a briga tinha acontecido no vestiário . Neymar teria questionado o alemão, perguntando quem ele era para critica-lo e que o jogador só sabia dar passes para trás. O jornal também ressaltou que quem teve que separar os dois atletas foi o diretor esportivo do PSG , Antero Enrique.

Leia também: Divórcio total entre PSG e Neymar: clube abre a porta de saída para o jogador

APOIO EM MOMENTO DIFÍCIL
Draxler já tinha demonstrado que a briga, realmente, não afetou a relação dos dois. Neymar está envolvido em uma acusação de estupro, que criou uma intensa cobertura midiática. Além disso, se lesionou e foi cortado da Copa América. Draxler saiu em defesa do companheiro de PSG e prestou solidariedade ao brasileiro. Em coletiva, na semana passada, o alemão disse que tem certeza que Neymar é inocente.

"Ele teve um período maior de sofrimento nesta temporada. Mas você tem que superar isso. A história daquelas acusações (estupro) contra ele também deve estar sendo difícil para ele, mas tenho certeza de que ele é inocente nisso. Não acho que seja capaz de fazer algo assim. Como seus companheiros, tentamos apoiá-lo. Se ele precisar nós, estaremos aqui para isso. Mas acho que as pessoas mais importantes para ele estão no Brasil. É difícil poder ajudar de tão longe. Mas ele tem todo meu apoio, e do time também", disse o alemão na ocasião

Leia também: Tv francesa afasta dois funcionários por frases sexistas sobre caso Neymar

PANORAMA

Revelado pelo Schalke 04, em 2011, Draxler ganhou notoriedade na Europa com a camisa do Wolsfburg e foi contratado pelo PSG em 2017. O jogador fez parte da seleção alemã que conquistou o título da Copa do Mundo, em 2014, no Brasil. Na atual temporada, participou de 46 jogos, com cinco gols e 12 assistências.

    Leia tudo sobre: Futebol