Publicidade
Publicidade - Super banner
Tênis
enhanced by Google
 

Schiavone e Kuznetsova disputam jogo mais longo do Grand Slam feminino

Tenista italiana sofreu, mas ganhou o duelo de mais de quatro horas de duração, superando marca de 2010

AFP |

A italiana Francesca Schiavone, cabeça de chave número seis, e a russa Svetlana Kuznetsova (N.23) entraram para a história neste domingo, com o jogo mais longo da história dos torneios femininos do Grand Slam, em uma partida pelas oitavas de final do Aberto da Austrália.

A italiana venceu a batalha de 4 horas e 44 minutos com parciais de 6-4, 1-6 e 16-14. As duas tenistas superaram o recorde anterior, que havia sido estabelecido no Aberto da Austrália do ano passado, quando a tcheca Barbora Zahlavova Strycova derrotou a russa Regina Kulikova por 7-6 (7/5), 6-7 (12/10) e 6-3, após 4 horas e 19 minutos.

Reuters
A italiana Francesca Schiavone cumprimenta a russa Svetlana Kuznetsova, após a batalha de mais de quatro horas em Melbourne

Após a maratona, a italiana, atual campeã de Roland-Garros, enfrentará nas quartas de final a número um do mundo, a dinamarquesa Caroline Wozniacki. "Foi uma partida fantástica, espero que um dia possa mostrar o DVD ao meu filho. Jogamos uma partida no mais alto nível. No segundo set joguei menos porque cometi erros, mas dei tudo no terceiro", declarou a italiana.

"Ao fim eu disse 'bom trabalho' a Svetlana e ela me disse o mesmo. Se você me perguntar agora se posso jogar as quartas de final, direi que não. Mas sou jovem", completou Schiavone. Com 47 games disputados, a partida também se aproximou do recorde do Aberto da Austrália, que pertence ao jogo de 1995 da americana Chanda Rubin com a espanhola Arantxa Sánchez - 48 games -, que terminou com a vitória da primeira por 6-4, 2-6 e 16-14.

Leia tudo sobre: tênisAberto da Austrália

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG