Publicidade
Publicidade - Super banner
Pan
enhanced by Google
 

Organização do Pan muda regra e time de natação pode ser desfalcado

CBDA e COB repudiaram decisão de limitar número de inscritos. Ao menos cinco brasileiros podem ser prejudicados

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

Uma mudança de última hora regra definida pela organização dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, a 17 dias do início da competição, pode tirar nadadores e outros atletas de esportes aquáticos da delegação brasileira e de outros países que viajarão ao México. A decisão já gerou repúdio oficial da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos) e membros do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) marcaram reunião, na próxima sexta-feira, com os organizadores da competição para tentar reverter a limitação do número de inscritos nessas modalidades.

Michelle Lenhardt confia que país vai superar marca do Pan 2007

Para cortar custos, e por falta de espaço físico para acomodação, segundo apurou o iG, a organização do Pan decidiu limitar em 256 (128 homens e 128 mulheres) os nadadores inscritos. E usou dois critérios para os cortes: o primeiro foi eliminar aqueles que só participarão de provas de revezamento. Os outros serão eliminados por critérios de ranking da Fina (Federação Internacional de Natação) – os que tiverem menores tempos de inscrição estarão fora, até se chegar ao número de 256. Como eram 432 nadadores, 176 ficarão de fora (40%).

LEIA MAIS SOBRE NATAÇÃO: Blog do Rogério Romero

A CBDA e o COB não informaram quantos e quais brasileiros seriam prejudicados, mas levantamento do iG chegou ao número de cinco somente pelo primeiro critério: Ana Carolina Araújo Santos (revezamento 4x200 livre), André Schultz (4x200 livre), Michelle Lenhardt (4x100 livre), Nicolas Nilo César de Oliveira (4x100 livre e 4x200 livre) e Rodrigo Octávio Rocha e Castro (4x200 livre).

A CBDA enviou um arrazoado (argumentação em defesa de uma causa) à Odepa (Organização Desportiva Pan-Americana) alegando que a decisão fere o regulamento da competição e prejudica atletas que ainda buscam o índice para as Olimpíadas de Londres, em 2012. Pela regra, cada uma das 42 nações filiadas à Odepa poderia inscrever até 52 atletas – o que daria mais de 2,1 mil participantes. O Brasil havia convocado 40 nadadores, 12 abaixo do limite.

A poucas semanas do Pan, estádio de atlestismo tem atraso

O COB concordou com a reclamação da CBDA e também não aceita a mudança a poucos dias do início do Pan-Americano. O email avisando a alteração foi enviado às 16h37 desta terça-feira (18h37 horário de Brasília), informando que o critério havia sido estipulado pela Uana (União Americana de Natação). Outros esportes aquáticos, como o nado sincronizado e os saltos ornamentais, também serão prejudicados, mas em menor escala – são menos inscritos.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG